Wall Street recupera após receio em torno da Reserva Federal

Wall Street arrancou a primeira sessão da semana em terreno positivo, com as cotadas do setor financeiro e da energia a recuperarem, após as perdas da semana passada.

Os mercados norte-americanos abriram a primeira sessão da semana a recuperar, depois das perdas da última semana motivadas pela possibilidade de a Reserva Federal dos Estados Unidos vir a subir as taxas de juro mais cedo do que se esperava.

O índice de referência em Wall Street, o S&P 500, arranca a valorizar 0,17% para 4.173.40 pontos. Também no verde, o industrial Dow Jones avança 0,07% para 33.312,07 pontos e o tecnológico Nasdaq soma 0,12% para 14.047,42 pontos.

O início desta sessão está, portanto, a ser marcado por ganhos (ainda que ligeiros). Isto depois das perdas de sexta-feira motivadas pelo receio de que que a subida das taxas de juro aconteça antes do que se esperava, isto é, em 2023 e não só em 2024.

As cotadas do setor financeiro e da energia são as que mais recuperam, esta segunda-feira. Destaque para os títulos do JPMorgan, que sobem 1,37% para 149,95 dólares, bem como para as ações do Citigroup, que avançam 1,03% para 68,30 dólares, do Goldman Sachs, que valorizam 1,47% para 353,88 dólares, e do Bank of America, que somam 1,37% para 39,30 dólares. De notar que estas cotadas têm a ter melhores desempenhos quando as taxas de juros estão mais elevadas.

Os investidores estão mais focados, de resto, nas cotadas ligadas à banca, à energia e aos setores mais sensíveis à evolução da economia, em detrimento das cotadas da tecnologia. Os mercados serão influenciados, esta semana, também pelos dados da atividade industrial e do mercado imobiliário, bem como pelas declarações de Jerome Powell, no Congresso dos Estados Unidos, esta terça-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street recupera após receio em torno da Reserva Federal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião