Já houve 12 falsas partidas na corrida para as autárquicas

  • ECO
  • 22 Junho 2021

Entre as desistências de candidatos que já se contaram nestes ano de eleições autárquicas, cinco ocorreram no PS e quatro no PSD.

As eleições autárquicas deste ano já contaram com mais de uma dezena de “falsas partidas”, ou seja, candidatos que desistiram da corrida antes da eleição. O Público (acesso condicionado) conta já 12 casos de desistência, para as eleições que deverão ocorrer no outono, sendo que varia bastante o tempo que leva até à saída.

Entre as desistências, cinco ocorreram no PS (no Porto, em Góis, em Torres Vedras, em Ourém e na Junta de Freguesia de Viseu); quatro no PSD (Gaia, Viseu, Sines e Estremoz); uma no Bloco (Gaia); uma no Chega (Évora); e outra na Iniciativa Liberal (Lisboa). Em alguns casos, desacordos internos estiveram na base da decisão, enquanto outros se prenderam, por exemplo, com polémicas públicas.

Quanto ao tempo que durou a candidatura, no caso do candidato inicial do PS ao Porto, o secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, por exemplo, passaram cerca de 24 horas desde que foi convidado para liderar a lista socialista e desistiu. Já noutro caso mediático e recente, o candidato do PSD a Gaia, António Oliveira, saiu da corrida passado três meses.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Já houve 12 falsas partidas na corrida para as autárquicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião