LLYC anuncia entrada em Bolsa. Quer 10 milhões para apoiar política de aquisição

A intenção da consultora de avançar para a Bolsa era conhecida desde meados de maio. Em Portugal a consultora tem como clientes empresas como o Netflix ou a Repsol.

A LLYC anunciou a sua entrada em Bolsa e solicitou admissão à negociação no mercado BME Growth. A consultora de comunicação vai realizar uma oferta de subscrição de novas ações dirigida a investidores institucionais e de retalho para captar um máximo de 10 milhões de euros. A empresa, com atuação em Portugal, quer duplicar as suas receitas em cinco anos e admite que esse crescimento poderá ser por via de aquisição de empresas.

“A oferta que hoje anunciamos impulsionará o projeto da LLYC na direção que desenvolvemos nos últimos anos, consolidando-nos como uma das principais empresas de consultoria de comunicação, assuntos públicos e marketing do panorama internacional”, diz José Antonio Llorente, Sócio Fundador e Presidente da LLYC, citado em comunicado.

“O setor da comunicação apresenta excelentes perspetivas de crescimento, especialmente em segmentos relacionados com as oportunidades que as tecnologias exponenciais oferecem, um campo no qual a LLYC está bastante bem posicionada, graças ao talento e às capacidades que dispomos internamente e ao ecossistema que desenvolvemos mediante alianças e acordos de colaboração”, diz ainda.

“A LLYC representa uma oportunidade para os investidores interessados em fazer parte de um setor do futuro que nos últimos anos evidenciou a sua relevância numa sociedade na qual qualquer agente dever-se-á relacionar com a sua envolvente de uma forma mais equilibrada”, conclui.

Objetivo da operação

A intenção da consultora de avançar para a Bolsa era conhecida desde meados de maio. Com esta oferta a empresa – que em Portugal tem como clientes empresas como o Netflix ou a Repsol – “espera captar um máximo de 10 milhões de euros, que destinará a impulsionar a sua estratégia de crescimento e a consolidar o seu posicionamento como referência do setor a nível internacional.”

A LLYC fechou o ano passado com 44,3 milhões de euros de receitas, um EBITDA recorrente de 8,5 milhões, abaixo dos 48 milhões obtidos em 2019. Tem como objetivo a cinco anos duplicar faturação, para os 100 milhões de euros. A estratégia passará por “integrar as tecnologias exponenciais no portfólio de serviços, realizar aquisições de valor para continuar a incorporar capacidades que contribuam para consolidar o posicionamento diferencial do Grupo, estabelecer alianças estratégicas para entrar em novos territórios e impulsionar o crescimento orgânico acima dos níveis do mercado, o que funcionará como base da expansão e da geração de valor.”

Fundada em 1995, a LLYC tem mais de 600 profissionais distribuídos em 16 escritórios e organizados em 18 áreas de especialização.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

LLYC anuncia entrada em Bolsa. Quer 10 milhões para apoiar política de aquisição

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião