Portugal tem menos 90.560 eleitores para as autárquicas

  • ECO
  • 4 Julho 2021

Os dois concelhos com maior quebra no número de eleitores são Lisboa e Porto: juntos têm menos 24.268 votantes. E há seis concelhos em risco de perder mandatos.

Portugal perdeu 90.560 eleitores em quatro anos. Face a 2017, ano em que se realizaram as últimas eleições para as câmaras, assembleias municipais e freguesias, Lisboa e Porto foram os que registaram a maior quebra, mas o mesmo aconteceu a outros municípios, havendo mesmo seis em risco de perder mandatos nas eleições que terão lugar a 26 de setembro.

No total, a Administração Eleitoral da Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna identificou 9.306.120 eleitores que poderão votar nas próximas eleições, as autárquicas. De acordo com cálculos do Jornal de Notícias (acesso pago), este número compara com os quase 9,4 milhões de pessoas em todo o país, em 2017.

Os dois concelhos com maior quebra no número de eleitores são Lisboa e Porto: juntos têm menos 24.268 votantes. Mas há mais. E há mesmo seis concelhos em risco de perder mandatos, são eles: Pombal, Vila Real, Fafe, Mogadouro, Vinhais, Vendas Novas. Em contrapartida, Portimão, no distrito de Faro, poderá conquistar mais mandatos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal tem menos 90.560 eleitores para as autárquicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião