Da Pfizer à Sinopharm, quais as vacinas com mais doses distribuídas na UE?

Desde o final do ano passado, já foram distribuídas mais de 532 milhões de doses de vacinas na UE. Da Pfizer à Sinopharm, quais as vacinas com mais doses distribuídas no bloco europeu?

Numa fase inicial, a escassez e os atrasos nas entregas de vacinas eram os principais entraves ao progresso da vacinação contra a Covid-19. Com a maior disponibilidade de vacinas, os países estão a fazer grandes progressos a este nível. Mas quais são as farmacêuticas que lideram esta “corrida”?

No conjunto dos países da União Europeia (UE) e do Espaço Económico Europeu (EEE), tinham sido distribuídas mais de 532 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até quinta-feira, 5 de agosto. Destas, 466 milhões já foram, efetivamente, administradas à população (cerca de 87% do total), segundo dados do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC).

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) já deu “luz verde” a quatro vacinas para serem administradas em todo o bloco europeu: Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen. Mas os países podem aprovar outras vacinas através dos seus próprios reguladores. Foi, por exemplo, a decisão da Hungria, que aprovou, paralelamente, a vacina russa Sputnik V e a vacina chinesa da Sinopharm.

Não obstante, em linhas gerais, os Estados-membros têm seguido as diretrizes do ECDC. Por isso, a vacina desenvolvida pelo consórcio Pfizer/BioNTech é a que regista mais doses distribuídas na UE e EEE até ao momento, dado que é também junto da Pfizer que a Comissão Europeia tem o maior volume de vacinas contratadas. Foi ainda a primeira vacina a ser aprovada pelo regulador europeu.

Das mais de 532 milhões de doses distribuídas nos Estados-membros, mais de 365 milhões são da vacina da Pfizer/BioNTech. Isto significa que quase sete em cada dez vacinas que foram distribuídas na UE foram produzidas por este consórcio.

Vacinas com mais doses distribuídas na UE:

Fonte: ECDC

Em segundo lugar, e com uma diferença substancial em relação à da Pfizer, está a vacina da AstraZeneca, com mais de 84,4 milhões de doses distribuídas em todo o território da UE e EEE, o que representa 23% do total. Isto apesar de a generalidade dos países europeus, incluindo Portugal, estarem apenas a administrar esta vacina a pessoas com mais de 60 anos.

Em terceiro lugar está a vacina da Moderna, com quase 56 milhões de doses distribuídas na região. Ou seja, cerca de uma em cada dez doses distribuídas na região (10,5% do total).

Fora do pódio, e com menos de metade das doses distribuídas pela Moderna, está a farmacêutica da Janssen, empresa do grupo Johnson&Johnson, com mais de 19,3 milhões de doses distribuídas (3,6% do total). Recorde-se que esta vacina de dose única foi a quarta e última, até agora, a ser aprovada pelas autoridades europeias.

Tal como a vacina da AstraZeneca, a vacina da Janssen também está sujeita a algumas condicionantes. Em Portugal, só é recomendada para homens com mais de 18 anos ou mulheres com mais de 50.

Em quinto lugar está a vacina chinesa Sinopharm, com 5.187.056 doses distribuídas (0,97%), seguida pela russa Sputnik V, que tem 2,2 milhões de doses distribuídas (0,41%). Há ainda mais de um milhão de doses de vacinas cuja origem não é identificada nos dados divulgados pelo ECDC.

Quais são os hotéis mais caros do país? Quem são as personalidades mais influentes no TikTok? E os gestores mais bem pagos da nossa bolsa? De segunda a sexta-feira, todos os dias há um ranking para ver aqui no ECO.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Da Pfizer à Sinopharm, quais as vacinas com mais doses distribuídas na UE?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião