Litígios com Estado nas PPP rodoviárias aumentam 144%

  • ECO
  • 30 Agosto 2021

As compensações para reposição do equilíbrio financeiro de contratos das PPR rodoviárias ultrapassaram os 28,6 milhões de euros, quando um ano antes não tinham ido além dos 11,7 milhões.

As compensações para reposição do equilíbrio financeiro de contratos pagas pelo Estado nos primeiros nove meses do ano passado a concessionárias de autoestradas aumentaram 144%, face ao período homólogo de 2019, revela o Jornal de Negócios (link indisponível).

De acordo com a Unidade Técnica de Acompanhamento de Projetos (UTAP) no boletim das parcerias público-privadas (PPP) do terceiro trimestre de 2020, o jornal revela que, no total, as compensações ultrapassaram os 28,6 milhões de euros, quando um ano antes não tinham ido além dos 11,7 milhões.

Estas compensões não estão ainda relacionados com as medidas adotadas no combate à pandemia. Apesar de terem já feito reservas de direitos junto do Estado, a UTAP nota que as concessionárias não avançaram ainda com a quantificação dos danos sofridos pelas restrições impostas pela crise da Covid-19.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Litígios com Estado nas PPP rodoviárias aumentam 144%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião