É um exit. Startup portuguesa HUUB comprada pela Maersk

É a primeira compra da Maersk em Portugal. Gigante mundial de transporte marítimo e de logística pretende tornar o mercado nacional "um hub tecnológico estratégico".

Seis anos depois da sua fundação é o exit. A startup portuguesa HUUB acaba de anunciar a sua aquisição pela Maersk, não tendo sido divulgado o valor da operação. É a primeira compra em Portugal do gigante mundial de transporte marítimo e de logística que pretende tornar o mercado nacional “um hub tecnológico estratégico”.

“Desde o primeiro dia que a HUUB tem dois grandes propósitos: disrupção e escala. Isso passa por ter a capacidade e coragem de dizer que a indústria precisa de uma revolução digital e criar o produto que a torna possível, com escala suficiente para fazer a diferença. Este caminho conjunto com a Maersk representa ambos. Por um lado, a validação da nossa visão disruptiva. Por outro lado, garante a escalabilidade para que a nossa plataforma possa servir grandes clientes e liderar o mercado”, diz Tiago Paiva, CEO da HUUB, startup tecnológica, fundada em 2015, que opera na área da logística para a indústria da moda.

“A absorção da HUUB por parte de uma empresa tão poderosa” como a Maersk, recentemente destacada pela Time Magazine como uma das 100 mais influentes do mundo, é “um tónico para o ecossistema de startups em Portugal”, destaca ainda o CEO da HUUB.

A compra da startup portuguesa representa um novo passo numa relação iniciada em maio de 2019, altura em que a Maersk investiu 1,5 milhões de euros na HUUB, o primeiro investimento da multinacional dinamarquesa numa startup nacional.

“A HUUB, com a sua equipa curiosa e fundadores inspiradores, é o “mix” perfeito com a Maersk. Com esta aquisição dotamos a organização de talento tecnológico de classe mundial. Além disso, a excecional plataforma desenvolvida pela HUUB para os vários canais de venda vai permitir aos nossos clientes um maior foco no seu negócio e uma excelente experiência para o consumidor final”, diz por seu turno Vincent Clerc, vice-presidente executivo do grupo Maersk.

A operação surge num momento em que a empresa de logística está a investir no comércio online, tendo anunciado em agosto a compra da norte-americana Visible Supply Chain Management, por 838 milhões de dólares, bem como a intenção de adquirir a B2C Europe Holding B.V, empresa sediada na Holanda, empresas que operam na entrega de encomendas no B2C.

Com a aquisição da HUUB, o objetivo da Maersk passa por “tornar Portugal um hub tecnológico estratégico, com o objetivo de atrair talento nacional e competir com várias outras empresas que instalaram as suas divisões tech no nosso país.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

É um exit. Startup portuguesa HUUB comprada pela Maersk

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião