Jovens ativistas exigem ação climática urgente antes da COP26

  • Lusa
  • 1 Outubro 2021

Em Milão, teve lugar um encontro de 400 jovens de todo o mundo reunidos pela ONU para darem sua visão sobre a questão das alterações climáticas, um mês antes da Conferência da ONU sobre o clima.

Centenas de jovens marcharam esta sexta-feira no centro de Milão liderados pela ativista sueca Greta Thunberg para exigir ação climática urgente, numa altura em que ministros de vários países se reúnem em Itália para uma reunião preparatória para a conferência COP26.

A marcha, liderada não só por Thunberg mas também por outros convidados como a ativista Vanessa Nakate, seguia para um encontro de 400 jovens de todo o mundo reunidos pela ONU para darem sua visão sobre a questão das alterações climáticas, um mês antes da Conferência da ONU sobre o clima (COP26), marcada para Glasgow, Reino Unido.

“Devemos chamar a atenção de volta para o imenso problema da crise climática”, afirmou, citada por agências internacionais, Maria, de 15 anos, com o rosto pintado de verde e um fato branco de proteção completo.

Além de felizes por estarem de regresso à luta na rua após meses de protestos ‘online’ devido à pandemia de covid-19, os ativistas mostraram-se também confiantes no futuro da causa climática.

“Seremos sempre mais. Isso mostra que o clima é importante para muitas pessoas”, prometeu a aluna alemã, Frida, de 24 anos, que estuda em Itália.

Os cartazes erguidos também demonstraram a mesma confiança, lendo-se frases como “o mundo está a acordar e as mudanças estão a acontecer, goste ou não”.

Durante esta madrugada cerca de 100 ativistas ocuparam pacificamente a Praça Affari, onde fica a sede da Bolsa de Valores de Milão, para reclamar ações políticas contra o clima.

Os jovens integrantes da plataforma “Justiça climática” e também ativos na reunião “Jovens pelo Clima” (Youth4Climate), evento prévio à COP26, onde apresentaram propostas concretas aos políticos, acamparam em tendas para passarem a noite e colocaram num grande cartaz a frase: “a bolsa ou a vida”.

De acordo com os meios de comunicação italianos a noite passou-se tranquilamente sob fiscalização policial.

O evento de preparação da COP26, em que, até sábado, participam delegações de mais de 40 países, reúne ministros, empresários, ativistas e organizações da sociedade civil para discutir os principais aspetos políticos das negociações e aprofundar alguns dos principais temas que serão discutidos na Conferência da ONU.

Na inauguração do evento, na quinta-feira, os jovens foram ouvidos pelo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que reconheceram o impacto da mobilização dos jovens e a importância da causa ambiental.

“A vossa mobilização teve um grande impacto e podem ter certeza: estamos a ouvir-vos”, disse Draghi, enquanto Johnson lamentou que possam ter de ser os jovens a “pagar as consequências de algo que não fizeram”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jovens ativistas exigem ação climática urgente antes da COP26

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião