Bloco acusa Governo de “querer eleições antecipadas”, uma “tremenda irresponsabilidade”

Catarina Martins lamenta que "não haja vontade" política para "construir uma solução" para o Orçamento do Estado para 2022 e acusa o Governo de "irresponsabilidade" por "querer eleições antecipadas".

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) lamenta que “não haja vontade” política para “construir uma solução” para o Orçamento do Estado (OE) para 2022 e acusou o Governo de “tremenda irresponsabilidade” por “querer eleições antecipadas”.

A líder dos bloquistas reiterou que o BE demonstrou “disponibilidade” para negociar o OE para 2022, tendo chegado a apresentar “nove propostas básicas”, muitas das quais que o Partido Socialistas (PS) já tinha apresentado “em tempos”, pelo que lamenta que o Executivo tenha recusado chegar a um acordo.

O Governo disse que não a cada uma das propostas que o BE apresentou. Não consigo compreender qual é a estratégia do Governo a não ser querer eleições antecipadas, e eu acho isso de uma tremenda, de uma tremenda, irresponsabilidade”, disse a líder do BE em declarações transmitidas pelas televisões.

Nesse contexto, Catarina Martins lamentou que “não haja vontade” política “para construir uma solução” para viabilizar o OE para o próximo ano. “O BE fez um enorme trabalho de aproximação, abandonámos propostas que são nossas desde sempre em nome de podermos ter um entendimento”, sublinhou, reiterando que, na sua visão, a falta de entendimento não se deveu a “falta de vontade” dos bloquistas.

Além disso, a bloquista acusou ainda o Governo de ter votado “as leis estruturais quase todas ao lado da direita” e depois vir “negociar orçamento à esquerda que não cumpre“. Um dos exemplos dados por Catarina Martins foi o estatuto dos cuidadores informais, que “não sai do papel”. “Queremos soluções para que a política seja a sério e não um jogo”, apontou a líder do BE.

Os partidos com assento parlamentar votam na quarta-feira a proposta do Orçamento de Estado para 2022 (OE2022) na generalidade. O documento está na iminência de ser chumbado, dado que o documento deverá contar apenas com os votos a favor do PS, abstenção do PAN e das deputadas não inscritas Cristina Rodrigues e Joacine Katar Moreira e votos contra do PSD, CDS, PCP, PEV e Bloco de Esquerda. A confirmar-se, o Presidente da República já avisou que vai dissolver de imediato Assembleia da República e convocar eleições antecipadas.

(Notícia em atualizada pela última vez às 11h44)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bloco acusa Governo de “querer eleições antecipadas”, uma “tremenda irresponsabilidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião