Dr. Bernard’s abre “cowork” para transformar a Costa da Caparica na “Venice Beach” portuguesa

O espaço de "cowork" faz parte de um plano de investimento do Dr. Bernard's a cinco anos, na ordem dos 500 mil euros.

Trabalhar fora do escritório com vista para o mar. É esta a proposta do novo espaço de cowork que acaba de nascer na Costa da Caparica, o Dr. Bernard’s Coworking, o novo projeto do empresário Gregory Bernard que quer transformar a Costa da Caparica na nova Venice Beach portuguesa. O cowork faz parte de um plano de investimento a cinco anos, na ordem dos 500 mil euros.

“O projeto para a Costa passa pela expansão do Grupo e pela contínua criação de conceitos inovadores, que se foquem nos três pilares do grupo: comida, alma e movimento, que continuem a trazer projetos diferentes para a Costa da Caparica como foi o projeto ‘DragTaste is on the Beach’, no final do verão, e outros eventos semanais que explorem a arte e cultura. O projeto pretende atrair a comunidade e servir a comunidade local“, adianta Gregory Bernard à Pessoas, explicando como pretende transformar a Costa na Venice Beach portuguesa.

Gregory Bernard abriu em 2018 o primeiro Dr. Bernard — o nome é uma homenagem ao pai, médico — depois de viver nos Estados Unidos e em Inglaterra. O conceito do grupo, que emprega 25 pessoas, assenta quatro eixos — restauração, surf, ioga e bem-estar — com um objetivo: combater o stress.

Agora acrescenta ao conceito um cowork. “É o nosso primeiro coworking space e vai ao encontro procura cada vez maior por espaços deste tipo na Costa da Caparica, respondendo por isso a uma necessidade que sentíamos. O aumento dessa procura já era sentido durante a pandemia e os trabalhadores remotos usavam os nossos restaurantes, mas tinham algumas condições como secretarias e cadeiras de escritório ou o problema da distração com o barulho da música e movimento”, descreve o CEO do Dr. Bernard’s.

“Este espaço vem responder a esses pedidos e ao mesmo tempo dar mais opções à crescente comunidade de nómadas digitais que têm escolhido a Costa da Caparica como o seu destino de trabalho“, reforça.

O espaço — a um minuto das praias da Costa e a cerca de 15 minutos de carro de Lisboa — tem 80 m2, com capacidade para receber 20 pessoas, mas o empresário já está a planear a sua expansão, para 120 m2.

O espaço é descrito como tendo uma “vibração” alinhada “com a simplicidade e o minimalismo moderno-industrial”, dispõe de uma ligação à Internet de alta velocidade, mesas privadas dentro de cubículos de vidro coloridos — “que fornecem uma dose extra de positivismo” — uma sala de reuniões e uma varanda exterior virada para o oceano. “Cafeína não vai faltar e a possibilidade de ir surfar entre reuniões e afazeres”, promete.

Os preços começam nos 10 euros por dia, com diferentes packs (5 dias – 40 euros, 10 dias – 70 euros, 1 mês – 95 euros). Ao aluguer da secretária é possível associar outras experiências, tais como, refeições no Dr. Bernard ou no Palms Blitz, aulas de surf, ginásio ou ioga.

“O investimento está dentro de um plano maior que passou pela criação deste novo espaço, pela abertura de um novo restaurante em Lisboa e por mais investimentos na Costa da Caparica. A quantificação fica dentro de um plano global de mais de 500 mil euros. O cowork deve representar cerca de 5% desse valor”, adianta. “O plano financeiro foi projetado a 5 anos e já foi executado certa de 25%.”

O restaurante Dr. Bernard, o novo Palms, aberto em 2020, o Dr. Bernard Surf Center e o Dr. Bernard Wellness & Gym Center são alguns dos espaços do grupo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dr. Bernard’s abre “cowork” para transformar a Costa da Caparica na “Venice Beach” portuguesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião