S&P 500 e Nasdaq em alta à boleia dos dados do desemprego

S&P 500 e Nasdaq fecharam a sessão desta quarta-feira com ganhos ligeiros, impulsionados pelos dados económicos e pela recuperação dos títulos ligados ao setor tecnológico.

À exceção do Dow Jones, as principais bolsas norte-americanas voltaram esta quarta-feira a registar ganhos ligeiros, à boleia dos dados económicos e da recuperação dos títulos ligados ao setor tecnológico. Investidores estiveram de olhos postos nas atas da Fed.

O índice de referência S&P 500 ganhou 0,26%, para 4.702,75 pontos, enquanto o industrial Dow Jones recuou 0,03%, para 35.802,22 pontos. Ao mesmo tempo, o tecnológico Nasdaq somou 0,40%, para 15.838,88 pontos.

A influenciar o desempenho dos mercados acionistas estiveram os dados relativos ao mercado laboral, que dão força aos sinais de recuperação económica. Na semana terminada 20 de novembro, houve uma queda de 71 mil pedidos de subsídio de desemprego, com o valor atual a situar-se nos 199 mil pedidos, de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Departamento do Trabalho dos EUA. Trata-se do valor mais baixo desde novembro de 1969, isto é, mais de 50 anos, segundo a Reuters.

Nesta sessão, o setor dos bens do consumo foi um dos mais beneficiados ao subir 0,4% e o índice do retalho avançou 0,3%, depois de os dados do departamento do Comércio terem revelado que os gastos do consumidor nos EUA aumentaram mais do que o expectável em outubro. Além disso, foi ainda revelado que economia norte-americana cresceu 2,1% no terceiro trimestre, ligeiramente acima do que tinha sido indicado na estimativa anterior, mas um abrandamento em relação ao ritmo dos três meses anteriores.

Os investidores estiveram ainda de olhos postos nas atas da última reunião da Fed, que decorreu entre 2 e 3 de novembro, sendo que o documento divulgado esta quarta-feira indica que vários membros do banco central se mostram disponíveis para ajustar o programa de compra de títulos se a inflação se mantiver em níveis elevados e também de ajustar o timing da subida das taxas diretoras.

Neste contexto, as cotadas ligadas ao setor tecnológico estiveram entre as mais beneficiadas, com a Apple a somar 0,33% para 161,94 dólares, a Tesla a subir 0,63% para 1.116 dólares e a Alphabet, dona da Google, a avançou 0,23% para dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

S&P 500 e Nasdaq em alta à boleia dos dados do desemprego

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião