Lisboa recupera com impulso dos “pesos pesados” do PSI-20

A praça lisboeta seguiu os ganhos das congéneres europeias, numa sessão de recuperação após as quedas motivadas pela nova variante, Ómicron.

A bolsa nacional terminou a primeira sessão da semana em alta, acompanhando assim a tendência positiva sentida nas congéneres europeias e recuperando das perdas acentuadas observadas na última sessão, motivadas pelos receios causados pela nova variante do coronavírus, a Ómicron. Os “pesos pesados” da bolsa ajudam a impulsionar o desempenho do PSI-20.

O principal índice de referência nacional subiu 0,71% para os 5.463,39 pontos. A grande maioria das 19 cotadas do PSI-20 fechou a sessão no verde, enquanto apenas três registaram desvalorizações e duas — a Ibersol e os CTT — permaneceram inalteradas.

A impulsionar os ganhos do PSI-20 encontram-se então alguns dos “pesos pesados”, como a Galp Energia, que avançou 1,48% para os 8,39 euros depois de a JP Morgan elevar o preço alvo da ação para 11,5 euros, a Jerónimo Martins, que ganhou 1,27% para 19,50 euros e o BCP, que subiu 1,12% para 0,1444 euros.

Galp Energia sobe mais de 1%

Já a Altri lidera as valorizações desta sessão, ao somar 2,49% para os 4,942 euros, com a sua subsidiária de energias renováveis, a Greenvolt, a avançar 1,32% para os 6,12 euros.

Por outro lado, nas quedas, ficaram apenas três cotadas do índice de referência nacional. Trata-se da Corticeira Amorim, que perdeu 0,73% para 10,94 euros, a EDP Renováveis, que caiu 0,44% para os 22,46 euros e a Mota-Engil, que caiu 0,40% para os 1,238 euros, no dia em que apresenta os resultados da emissão obrigacionista.

Pela Europa, o dia também foi positivo, com o índice pan-europeu Stoxx 600 a subir 0,78%. As principais praças do Velho Continente registam ganhos, numa sessão em que o britânico FTSE 100 subiu 1,06%, o francês CAC-40 ganhou 0,60%, o alemão DAX somou 0,13% e o espanhol IBEX-35 valorizou 0,93%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa recupera com impulso dos “pesos pesados” do PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião