Novo ministro da Agricultura alemão pede preços mais altos nos alimentos

O novo ministro da Agricultura da Alemanha, Cem Oezdemirm, pediu preços mais elevados nos alimentos e produtos agrícolas, justificando que preços baixos arruínam as quintas e o bem estar animal.

O novo ministro da Agricultura da Alemanha, Cem Oezdemir, apelou a preços mais elevados para os alimentos e produtos agrícolas. Oezdemir, do partido os Verdes, referiu que “preços de lixo” conduzem “as quintas à ruína, previnem o bem-estar animal, promovem a extinção de espécies e poluem o clima”, revelou em entrevista ao jornal Bild am Sonntag, um dos maiores jornais nacionais na Alemanha.

Embora a medida esteja alinhada com o plano delineado pelos Verdes, o anúncio chega numa altura em que a inflação atinge níveis recordes por toda a Europa, com 4,9% na Zona Euro e 2,6% em Portugal. Segundo dados de 2020 do Eurostat, a Alemanha já regista valores acima da média da Zona Euro.

Em novembro, a ONU estimou uma subida recorde dos preços dos produtos alimentares importados, para 2021, tanto em volume como em preço.

Esta subida rápida dos preços dos alimentos está relacionada com o aumento dos custos da energia, adubos, rações e sementes, colocando desta forma dificuldades acrescidas aos países mais pobres, segundo a agência da ONU para a agricultura e alimentação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo ministro da Agricultura alemão pede preços mais altos nos alimentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião