Eco do Dinheiro. Porque estão a desvalorizar tanto as bolsas?

As bolsas começaram a semana com fortes perdas, mas a tendência já vem de trás. Na Europa, o índice Stoxx600 acumula uma desvalorização de 6,3% em 2022 e nos Estados Unidos o Nasdaq afunda 15%.

  • Porque estão a desvalorizar tanto as bolsas? Veja o vídeo:

O ano está a ser difícil para os mercados acionistas, com as principais bolsas a registarem perdas elevadas. Na Europa, o índice Stoxx 600, um cabaz das 600 maiores empresas do continente, acumula uma desvalorização de 6,3% em 2022. Nos Estados Unidos, as quedas são bem maiores. O índice S&P500 já desce cerca de 10% o Nasdaq, conhecido pelo maior peso das tecnológicas, afunda à volta de 15%.

A principal razão para este comportamento é a inversão da política monetária nos Estados Unidos. Para moderar a inflação, que chegou em dezembro aos 7%, o valor mais elevado desde 1982, a Reserva Federal vai pôr fim à compra de ativos e começar em breve a subir as taxas de juro. O que significa que as famílias e empresas vão enfrentar custos de financiamento mais altos.

A perspetiva é que a Reserva Federal seja bastante agressiva, com quatro subidas dos juros ainda este ano. Mas alguns analistas receiam que venham a ser ainda mais. Na quarta-feira termina mais uma reunião mensal para definir a política monetária e alguns investidores preferem vender, em vez de esperar pelas conclusões do encontro.

Este não é o único fator. Os organismos internacionais têm vindo a baixar ligeiramente as previsões de crescimento para a economia este ano, como é o caso do Banco Mundial. Esta semana é a vez do FMI atualizar o seu World Economic Outlook.

Por último, o crescimento das tensões geopolíticas também contribui para aumentar o nervosismo. É o caso da possível invasão da Ucrânia pela Rússia, um cenário que parece cada vez mais próximo, com o Estados Unidos e o Reino Unido a retirarem o pessoal das suas embaixadas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eco do Dinheiro. Porque estão a desvalorizar tanto as bolsas?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião