Combustíveis descem pela segunda semana. Gasóleo fica 2,5 cêntimos mais barato

O gasóleo deverá estar 2,5 cêntimos mais barato e a gasolina dois cêntimos, adiantou ao ECO fonte do setor, usando os valores até ao fecho do mercado na quinta-feira.

As boas notícias vão repetir-se na próxima semana. Os portugueses quando forem abastecer na próxima segunda-feira deverão sentir um novo alívio na fatura. O gasóleo deverá estar 2,5 cêntimos mais barato e a gasolina dois cêntimos, adiantou ao ECO fonte do setor, usando os valores até ao fecho do mercado na quinta-feira.

Estes valores ainda poderão sofrer ajustamentos porque é preciso ter em conta as cotações do brent ao longo de sexta-feira, assim como a cotação do euro face ao dólar na última semana. Por outro lado, os preços serão ainda influenciados pela componente fiscal. Para ajudar a mitigar o impacto da subida dos preços dos combustíveis, o Executivo criou uma fórmula que previa uma descida do ISP idêntica à subida da receita de IVA (uma receita que evoluiu a favor dos cofres do Estado com a escalada dos preços dos combustíveis), visando a neutralidade fiscal. E, nas semanas em que o mercado internacional ditou uma descida dos preços dos combustíveis, o Executivo optou por não agravar o ISP e manter a redução em vigor. Foi exatamente isso que aconteceu esta semana: o Governo optou por manter o desconto temporário do ISP de 4,7 cêntimos por litro de gasóleo e 3,7 cêntimos por litro de gasolina.

Caso se viessem a verificar estas descidas em torno dos dois cêntimos — muito aquém da esperada para esta semana, mas que também acabou por não se verificar — então o preço do gasóleo simples focaria nos 1,902 euros por litro na segunda-feira e da gasolina simples 95 nos 1,969 euros por litro.

Apesar de na quarta-feira o preço do crude ter tido uma queda de mais de 5% face à sessão anterior, quando atingiram mínimos de três semanas, na sequência do anúncio da libertação de reservas estratégicas de um conjunto de países consumidores, os analistas consideram que o mercado continuará apertado mesmo com este grande anúncio, o que significa que o preço do barril deverá permanecer elevado.

Brent desvaloriza 6,46% face à semana passada

Os automobilistas podem ainda contar com uma outra medida para aliviar a carteira na hora de pagar a fatura na bomba — o Autovoucher. São já 2,8 milhões de portugueses que recorrem a este apoio mensal que foi prolongado para abril.

Este subsídio foi criado em novembro de 2021 para vigorar até março de 2022. Inicialmente, consistia num valor equivalente a dez cêntimos por litro até ao máximo de 50 litros por mês (ou seja, cinco euros por mês), tendo depois aumentado para os atuais 20 euros (40 cêntimos por litro). Mas na verdade, qualquer pessoa pode receber o apoio desde que faça uma compra num posto aderente, bastando para isso estar inscrito na plataforma. E, desde que o Executivo anunciou a 4 de março que iria prolongar o apoio por mais um mês, mais de 1,24 milhões de pessoas inscreveram-se no Autovoucher. E nem é preciso pedir fatura.

Em breve os automobilistas terão um alívio adicional, quando for aprovada no Parlamento a nova medida anunciada por António Costa esta quinta-feira no Parlamento: uma redução do ISP equivalente à redução do IVA para 13%. Uma medida que visa mitigar os efeitos da subida dos preços dos combustíveis enquanto o Governo espera a decisão de Bruxelas relativamente ao pedido de Portugal de descer o IVA dos combustíveis para 13%.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Combustíveis descem pela segunda semana. Gasóleo fica 2,5 cêntimos mais barato

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião