Taxa de inflação homóloga na Grécia dispara para 10,2%

Eletricidade e combustíveis mais caros atiraram a inflação homóloga na Grécia para 10,2% em abril. É a primeira vez que a taxa chega aos dois dígitos.

O instituto oficial de estatísticas da Grécia registou uma taxa de inflação homóloga de 10,2% em abril, um máximo de fevereiro de 1995 e a primeira vez que a leitura tem dois dígitos.

A contribuir para o indicador estiveram as subidas de preços da eletricidade e dos combustíveis, dos transportes e de alguns bens, como os vegetais, segundo a Bloomberg. A leitura da taxa de inflação harmonizada é ligeiramente inferior, mas, ainda assim, fixou-se em 9,1%.

Para comparação, a inflação homóloga em Portugal nesse mês terá sido de 7,2%, de acordo com a última estimativa do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), ao passo que a taxa homóloga harmonizada foi de 7,4%.

A Grécia torna-se, assim, num dos países da Zona Euro mais penalizados pela elevada inflação, que castiga os rendimentos das famílias. De acordo com a Bloomberg, Atenas tem vindo a adotar medidas mitigadoras, incluindo a subsidiação das faturas de luz desde setembro e medidas adicionais de 3,2 mil milhões de euros anunciadas na semana passada.

O problema da inflação elevada está a afetar a generalidade dos países ocidentais. A tendência foi suscitada por constrangimentos nas cadeias de abastecimento provocados pela pandemia, severamente agravados pelo eclodir da guerra no coração da Europa em 24 de fevereiro, com a invasão da Rússia à Ucrânia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Taxa de inflação homóloga na Grécia dispara para 10,2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião