Zurich concentra trabalhadores no regresso ao escritório e abraça modelo híbrido

Cerca de 500 colaboradores estão a regressar ao escritório em modelo híbrido. Seguradora reabilitou sede para acolher novo modelo e concentrar operação.

A Zurich concentrou colaboradores de Lisboa da seguradora no mesmo mesmo espaço, na Barata Salgueiro, no regresso ao escritório que arrancou em maio. Depois do flexwork, a seguradora abraçou o híbrido como o modelo de trabalho para cerca de 500 colaboradores. Desde o início do ano, os colaboradores da Zurich recebem um apoio mensal para suportar custos do teletrabalho.

“A flexibilidade do trabalho já era prática da Zurich antes da pandemia. Na altura chamámos flexwork e este conceito previa que as nossas pessoas pudessem trabalhar de outro local que não o escritório. Depois veio a pandemia, e desde março de 2020 que temos os nossos colaboradores a trabalhar a partir de casa. Este foi o modelo que considerámos mais adequado para proteger as nossas pessoas e manter o nível de qualidade de serviço aos nossos parceiros e clientes”, diz Nuno Oliveira, diretor de recursos humanos da Zurich em Portugal, à Pessoas.

Esta mudança, que denominámos por projeto LiZboa, foi pensada e desenvolvida em conjunto com os nossos cerca de 500 colaboradores, de quem recolhemos sugestões sobre o que poderia ser renovado e melhorado no escritório e qual o melhor modelo de trabalho a adotar no futuro. Acima de tudo queremos ter pessoas felizes a trabalhar connosco e proporcionar-lhes todo o bem-estar que conseguirmos.

Nuno Oliveira

DRH Zurich

Com a pandemia, a seguradora adotou um modelo de trabalho híbrido, tendo para isso avançado com obras na sede em Lisboa, na Barata Salgueiro, tendo concentrado no mesmo espaço os colaboradores de Lisboa, antes distribuídos pelo edifício sede e outro na Avenida da República.

“Esta mudança, que denominámos por projeto LiZboa, foi pensada e desenvolvida em conjunto com os nossos cerca de 500 colaboradores, de quem recolhemos sugestões sobre o que poderia ser renovado e melhorado no escritório e qual o melhor modelo de trabalho a adotar no futuro. Acima de tudo queremos ter pessoas felizes a trabalhar connosco e proporcionar-lhes todo o bem-estar que conseguirmos”, diz o DRH da Zurich.

A companhia não revela o valor investido neste processo de reabilitação do edifício que, desde o início de maio, está a acolher os colaboradores. “O edifício está agora mais sustentável, relacional e digital e com diferentes espaços sociais e colaborativos. Acreditamos que daqui para a frente ir ao escritório será um momento social e tivemos de criar os espaços para as pessoas interagirem umas com as outras. Para além dos espaços sociais e colaborativos, temos também espaços individuais e de concentração”, descreve o responsável.

“Como a primeira fase das obras já está concluída, a partir de 2 de maio, começámos a trabalhar num modelo híbrido, o modelo que acreditamos que melhor responde ao equilíbrio entre vida pessoal, familiar e profissional que o teletrabalho nos permitiu obter. Com toda a flexibilidade, recomendamos os colaboradores a trabalharem dois dias por semana no escritório e três dias em casa, sendo que a gestão destas presenças é responsabilidade de cada equipa“, continua.

“Os colaboradores passam a agendar a sua ida ao escritório através da app One Zurich e os postos de trabalho individuais terão uma política de clean e hot desk, isto é, serão partilhados por vários colaboradores, em dias diferentes. Cada colaborador tem um cacifo próprio, onde guarda os seus pertences de dia para dia”, refere ainda Nuno Oliveira.

Uma zona de cafetaria com esplanada exterior, a uma sala polivalente para atividades desportivas e culturais, uma sala de repouso e amamentação e ainda balneários são alguns dos novos espaços criados.

Seguradora atribui subsídio trabalho híbrido

Desde o início do ano que os colaboradores Zurich passaram a contar com o “subsídio trabalho híbrido” que, “mensalmente, tem o propósito de compensar os colaboradores pelos gastos adicionais que terão pelo facto de estarem alguns dias em teletrabalho“, adianta Nuno Oliveira. “Como o modelo híbrido é novo para todos, estaremos continuamente a analisar e a avaliar eventuais novos benefícios que possamos implementar.”

Apoio que se junta à linha de apoio criada depois do início da pandemia “para que todos os colaboradores tivessem o acompanhamento e suporte necessário ao nível da sua saúde e bem-estar, mas também para que solicitassem materiais de suporte ergonómico e informático, como por exemplo, mesas de trabalho, cadeiras, portáteis, monitores, ratos e teclados, materiais e equipamentos que levámos a casa dos colaboradores”, descreve o DRH. “Este apoio vai manter-se com a adoção do modelo de trabalho híbrido.”

Apesar de largos meses com os colaboradores em teletrabalho, a seguradora não regista impactos na produtividade. “Ao longo dos dois anos de pandemia a nossa produtividade não foi beliscada, e prova disso são os resultados obtidos, assim como os aumentos significativos dos índices de satisfação interna e os dos clientes”, assegura Nuno Oliveira.

“Um dos benefícios que o teletrabalho nos trouxe foi um equilíbrio maior entre a vida pessoal, familiar e profissional e na Zurich acreditamos que este equilíbrio é determinante para que as nossas pessoas se sintam mais felizes, motivadas e, consequentemente, mais produtivas.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Zurich concentra trabalhadores no regresso ao escritório e abraça modelo híbrido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião