Marcelo vai pedir fiscalização preventiva da futura lei de emergência sanitária

  • ECO
  • 12 Maio 2022

Pedido de fiscalização preventiva poderá evitar eventuais dúvidas e impugnações relativas ao futuro diploma da lei de emergência sanitária, defende o Presidente da República.

O Presidente da República adiantou esta quinta-feira que vai pedir ao Tribunal Constitucional a fiscalização preventiva de um eventual futuro diploma da lei de emergência sanitária. “Mais vale prevenir do que remediar”, argumentou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações citadas pelo Público (acesso condicionado).

Em causa não estão eventuais fragilidades da lei, mas sim garantir que é robusta, para não surgirem dúvidas. “Imaginem que concordo com a lei e não tenho dúvidas sobre a constitucionalidade. Temo que depois comece a haver recursos ou impugnações de vários cidadãos sobre isto ou aquilo“, apontou o chefe de Estado.

Assim, quando avançar uma nova lei de emergência sanitária, cujo processo legislativo ainda não arrancou, Marcelo vai “apreciá-la e mandá-la para o Tribunal Constitucional para fiscalização preventiva”. Tal “dará uma força enorme aos tribunais” para a aplicação da lei, sustentou o Presidente da República.

O anteprojeto de lei de proteção em emergência de saúde pública já foi enviada à Assembleia da República, aos governos regionais e às associações de municípios e de freguesias, segundo anunciou esta quarta-feira o gabinete do primeiro-ministro. O diploma foi elaborado por uma comissão técnica designada por António Costa para estudar a revisão do quatro jurídico aplicável em contexto de pandemia, tendo em conta a experiência vivida com a Covid-19.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Marcelo vai pedir fiscalização preventiva da futura lei de emergência sanitária

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião