Preço do gás subiu 700% num ano. Carvão entra cada vez mais na Europa

  • Capital Verde
  • 5 Julho 2022

Perante a redução do fluxo de gás oriundo da Rússia para a Europa, a procura por carvão aumentou nos últimos meses. Só na Europa, o preço do gás disparou em 700%, estima a Bloomberg.

Numa altura em que o bloco europeu procura tornar-se energeticamente independente da Rússia, os dados indicam que a procura por combustíveis alternativos, como o carvão, tem vindo a aumentar nos últimos meses. Já o preço do gás continua a disparar.

Segundo uma análise da Bloomberg, divulgada esta terça-feira, considerando todas os episódios que pressionaram o gás no último ano – a pandemia da covid-19, a invasão da Ucrânia, ou o incêndio no terminal de GNL, no Texas – estima-se que o preço tenha aumentado na Europa em cerca de 700%. A pouca capacidade de resposta fazem com que o gás natural rivalize com o petróleo como um combustível que desempenha um papel na geopolítica.

O contrato Dutch TTF Gas para entrega em agosto estava a valorizar mais de 7% pelas 11 horas desta terça-feira, depois nesta segunda-feira ter subido para máximos desde as primeiras semanas após invasão da Ucrânia.

O aumento da procura também se reflete no carvão. De acordo com os dados da Kpler, empresa de análise de dados, e citados pela Bloomberg, as importações de carvão que chegaram os portos de Antuérpia, Roterdão e Amesterdão (uma rota que funciona como um centro de transporte de energia e commodities), só no primeiro semestre deste ano, subiram 35% para 26,9 milhões de toneladas em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados revelam também que a 29 de junho, circulavam naquela rota 71 navios de mercadoria, o triplo da média dos últimos cinco anos para esta época do ano, cerca de 24 navios.

Grande parte do aumento da procura de gás e carvão, terá sido motivada pela redução do fluxo de abastecimento de gás para a Europa proveniente da Rússia. A decisão de comprometer os stocks de gás no bloco europeu por parte do Kremlin, levou a que alguns países recorressem à reabertura de centrais a carvão para a produção de eletricidade. Em Portugal, o Governo e as energéticas já frisaram que essa medida não será necessária.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preço do gás subiu 700% num ano. Carvão entra cada vez mais na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião