Navigator e alemã P2X Europe fecham acordo para produção de combustível “verde” para aviação

Navigator e alemã P2X Europe vão desenvolver unidade industrial dedicada à produção de jet-fuels sintéticos para a aviação. Investimento poderá chegar aos 600 milhões de euros.

A Navigator e a empresa alemã P2X Europe celebraram um acordo de princípio para a criação de uma joint-venture para desenvolver uma unidade industrial que visa a produção combustíveis não fósseis para o setor da aviação. A P2X Portugal vai ficar instalada no complexo industrial da papeleira portuguesa, na Figueira da Foz, e quer atingir uma capacidade total de produção de combustível “verde” de 80.000 toneladas em ano cruzeiro, assim que totalmente desenvolvido, permitindo reduzir as emissões anuais de carbono em até 280.000 toneladas.

De acordo com o comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta quinta-feira, as primeiras duas fases de desenvolvimento do projeto traduzir-se-ão em cerca de 550 a 600 milhões de euros na instalação de produção de hidrogénio verde, na infraestrutura e processo de captura de CO2 biogénico, e na capacidade de produção de 40.000 toneladas por ano de crude e combustível sintético.

Os combustíveis “verdes” são também conhecidos como e-Fuel (e-Sustainable Aviation Fuels), ou jet-fuel (querosene) sintético, e são neutros em carbono, produzido a partir de hidrogénio verde e CO2 biogénico.

Em comunicado, a empresa salienta que “este projeto tira partido da elevada competitividade de Portugal na produção de energia renovável (solar e eólica) e do CO2 biogénico gerado pelas biorrefinarias da Navigator que utilizam como recurso as florestas sustentáveis”. Face ao potencial, informa a papeleira, o Governo concedeu ao projeto da P2X Portugal o estatuto de Projeto de Interesse Nacional (PIN), “o que atesta a sua força, maturidade e qualidade global”.

A decisão final de investimento prevista para ocorrer até meados de 2023, estando o projeto programado iniciar a operação comercial já no primeiro semestre de 2026.

(Notícia atualizada às 17h07 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Navigator e alemã P2X Europe fecham acordo para produção de combustível “verde” para aviação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião