Mercado automóvel recua 5,9% em Portugal até julho

  • Lusa
  • 1 Agosto 2022

Setor automóvel nacional recua 5,9% nos primeiros sete meses do ano, em termos homólogos, mas cai 38% face aos níveis de 2019. Veículos ligeiros de passageiros elétricos já representam 9,9% do total.

O mercado automóvel em Portugal caiu 5,9% entre janeiro e julho, face a igual período de 2021, com 106.879 novos veículos em circulação, segundo dados da ACAP – Associação Automóvel de Portugal divulgados esta segunda-feira.

“Nos sete meses de 2022, foram colocados em circulação 106.879 novos veículos, o que representou uma diminuição de 5,9% relativamente ao período de janeiro a julho de 2021 e uma queda de 38% face ao mesmo período de 2019”, indicou, em comunicado, a ACAP.

Só em julho foram registados 16.897 automóveis, uma subida de 18,8% em comparação com o mesmo mês de 2021 e um retrocesso de 22,5% face a julho de 2019.

Por categoria, em julho, foram matriculados 14.495 ligeiros de passageiros novos, um ganho de 17,6% face ao mesmo mês do ano anterior e uma queda de 21,4% em comparação com 2019.

Entre janeiro e julho, as matriculas de ligeiros de passageiros caíram 4,1%, face ao mesmo período de 2021, para 89.944 unidades. Em comparação com o mesmo período de 2019, a queda foi de 38,8%.

“Nos sete meses de 2022, 38,2% dos veículos ligeiros de passageiros matriculados novos eram movidos a outros tipos de energia, nomeadamente elétricos e híbridos. Em particular, verifica-se que 9,9% dos veículos ligeiros de passageiros novos eram elétricos”, detalhou.

Por sua vez, em julho, totalizaram-se 1.874 ligeiros de mercadorias registados, um aumento de 15,5% face ao mesmo mês de 2021 e um decréscimo de 40,3% em comparação com julho de 2019.

No acumulado dos primeiros sete meses do ano, este mercado contabilizou 13.604 unidades, menos 19,7% face ao mesmo período de 2021 e uma quebra de 38,6% face ao período de janeiro a julho de 2019.

Já o mercado de veículos pesados, que engloba os de passageiros e de mercadorias, quase duplicou (92,7%) em julho, face ao mês homólogo, para 528 unidades. Em comparação com 2019, mais do que duplicou (143,3%).

Considerando o período de janeiro a julho, somaram 3.331 matrículas desta categoria, mais 17,2% do que em igual período do ano anterior e um aumento de 1,1% face ao mesmo período de 2019.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mercado automóvel recua 5,9% em Portugal até julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião