PSI reforça subida após arranque tímido. EDP Renováveis sobe 3%

EDP Renováveis sobe 3% a meio da última sessão da semana e contribui para reforço da valorização da principal praça financeira nacional.

A principal praça financeira nacional abriu a sessão com uma subida tímida mas está a ganhar força no final da manhã. Pelas 11h09, o PSI seguia a subir 0,54%, para 6.068,68 pontos, mantendo a tendência de valorização registada no fecho da negociação da véspera.

Entre as 15 cotadas do PSI, oito seguiam em terreno positivo, quatro estavam estáveis e três negociavam em terreno negativo.

A EDP Renováveis destaca-se, pela positiva, ao subir 3,04%, com as ações a negociarem nos 25,75 euros. A empresa acelera a recuperação depois de ter caído mais de 3% na sessão da passada quarta-feira.

A valorização da EDP Renováveis também deve-se ao anúncio que o Governo alemão pretende aumentar o espaço disponível para a colocação de turbinas eólicas, o que é visto como um incentivo à produção de energia por fontes renováveis. No final da semana passada, a empresa portuguesa comprou 70% da empresa de desenvolvimento Kronos Solar, por 250 milhões de euros.

Também em destaque estão os títulos da Semapa, que crescem 1,55%, para 14,42 euros. Ainda nas renováveis, nota para os ganhos de 1,01% da Greenvolt, para 8,97 euros.

A maior descida vai para a Altri, que recua 0,95%, para 5,23 euros. Também estão a ceder os títulos da Navigator (-0,86%, para 3,938 euros) e da NOS (-0,05%, para 3,698 euros)

A REN, que começou a sessão a descer perto de 1,5%, segue em terreno neutro, nos 2,74 euros. O responsável financeiro da gestora da rede elétrica, Gonçalo Soares, assumiu que a empresa terá de se adaptar às regras do mecanismo ibérico para limitar o preço do gás natural para produção de eletricidade, segundo entrevista ao Jornal de Negócios.

Em terreno neutro também encontravam-se os papéis da Jerónimo Martins (22,58 euros), Sonae (1,036 euros) e da Mota-Engil (1,20 euros).

Nas principais praças europeias, a tendência era contrária à de Lisboa: em França, o CAC 40 cedia 0,58% (6.475,40 pontos); o britânico FTSE 100 descia 0,14% (7.437,67 pontos); o espanhol IBEX 35 recuava 0,06% (8.156,60 pontos); o italiano MIB travava 0,21% (22.597,43 pontos).

O índice Stoxx 600, que reúne as 600 maiores empresas cotadas da Europa, desvalorizava 0,17%, para 438,30 pontos.

(Notícia atualizada às 11h14 com cotações atualizadas)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSI reforça subida após arranque tímido. EDP Renováveis sobe 3%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião