Autarquias

Braga cria apoio extraordinário ao pagamento do empréstimo à habitação, durante um ano, para ajudar os bracarenses a suportar a subida dos juros do crédito à habitação e o aumento da inflação.

Em causa está a apreciação da legalidade do contrato promessa de arrendamento do Centro de Exposições Transfronteiriço, que obrigou o município a pagar um 300 mil euros (mais IVA) ao promotor.