79% do PRR está contratualizado. Objetivo é chegar a 100% até ao fim do ano

A estrutura de missão revela que 79% das verbas do PRR já estão contratualizadas e define como objetivo chegar aos 100% até ao final do ano.

Apesar da crise política, a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) continua a avançar. De acordo com o último relatório de monitorização divulgado pela estrutura de missão Recuperar Portugal, 79% do PRR já está contratualizado e o objetivo é atingir 100% até ao fim deste ano. O relatório mostra ainda um aumento significativo dos fundos que já chegaram ao terreno: passando de 10 milhões para 161 milhões de euros.

“Com 79% de contratos assinados ou em vias de contratualização entre a Recuperar Portugal e as entidades responsáveis pela execução dos investimentos (beneficiários intermediários e diretos), a estrutura de missão mantém firme o objetivo de atingir a contratualização plena até ao final do ano“, afirma a entidade na newsletter enviada esta terça-feira.

Ao todo, estão contratualizados 13.148,76 milhões de euros de um total de 16.644 milhões de euros que serão distribuídos ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência até 2026. A parte mais avançada é a contratação com beneficiários diretos, ou seja, entidades que vão executar as verbas, ao passo que os beneficiários intermediários, que vão lançar concursos para os beneficiários finais, estão menos avançados no processo.

Na análise das três componentes principais do PRR — a transição digital, a transição climática e a resiliência –, é na transição digital que há maiores avanços nos processos, seguindo-se a resiliência e só depois a transição climática.

Há 3.080 milhões de euros aprovados para chegarem aos beneficiários diretos e finais do PRR, mas o pagamento efetivo das verbas ainda está nos 161 milhões de euros. Porém, este número representa uma subida significativa face aos 10 milhões de euros que constavam no boletim anterior.

Os 161 milhões dividem-se entre 87 milhões para empresas públicas, 62 milhões para entidades públicas, 12 milhões para os cidadãos e 100 mil euros para as empresas.

O relatório não especifica exatamente quais foram os projetos que receberam as verbas do PRR até ao momento. O que se refere às famílias, sabe-se, é o apoio para os edifícios mais sustentáveis no qual o Estado subsidia parte das despesas dos portugueses para aumentarem a eficiência energética das suas casas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

79% do PRR está contratualizado. Objetivo é chegar a 100% até ao fim do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião