PRR financia projetos de formação com 252 milhões

  • Lusa
  • 6 Novembro 2021

Entre as 35 “manifestações de interesse” apresentadas, foram aprovadas 33 candidaturas que irão receber um orçamento inicial no valor total de 252 milhões de euros.

A Direção-Geral do Ensino Superior anunciou sexta-feira a aprovação de 33 projetos com um orçamento de 252 milhões de euros para a formação superior nas chamadas áreas STEAM e qualificação de adultos até 2025.

Os projetos resultam de candidaturas a dois programas previstos no Plano de Recuperação e Resiliência no âmbito das componentes de qualificações e competências: o “Impulso Jovens STEAM” e o “Impulso Adultos”.

Segundo os resultados divulgados esta sexta-feira pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), entre as 35 “manifestações de interesse” apresentadas, foram aprovadas 33 candidaturas que irão receber um orçamento inicial no valor total de 252 milhões de euros.

Os projetos, promovidos pelas instituições de ensino superior, estão orientados para objetivos concretos, que preveem a formação de mais 18 mil estudantes nas chamadas áreas STEAM (ciências, engenharias, tecnologias, artes e matemática) e a qualificação de cerca de 100 mil adultos, tudo até ao final de 2025.

Através de alguns dos projetos aprovados serão ainda implementadas e promovidas 14 “alianças” ou “escolas de pós-graduação” orientadas para a formação pós-graduada em colaboração com empresas, seis das quais em regiões de baixa densidade populacional.

Segundo a DGES, as candidaturas foram preparadas por consórcios que juntam instituições de ensino superior, empresas e autarquias, no sentido de impulsionar a qualificação de jovens naquelas áreas, através da oferta de licenciaturas e outras formações superiores iniciais, e a qualificação de adultos em todas as áreas do conhecimento, através de formações de curta duração também no ensino superior.

Esse impulso, que consta entre as prioridades do Plano de Recuperação e Resiliência, visa contribuir “para reforçar o nível global de qualificação da população, modernizar a oferta e estimular o desenvolvimento social e económico”.

O processo de submissão de manifestações de interesse para os dois programas decorreu entre 21 de junho 10 de setembro de 2021.

“As manifestações de interesse foram avaliadas por um painel independente internacional de alto nível, que discutiu detalhadamente as propostas individualmente com todos os proponentes e decidiu alocar o orçamento inicial de 252 milhões de euros pelos vários projetos aprovados para ser executado até 2026”, escreve a DGES em comunicado.

A segunda fase dos programas consiste num processo de avaliação e negociação com vista a concretizar “contratos-programa”, incluindo os planos e montantes de financiamento entretanto selecionados e aprovados, no terceiro trimestre de 2021.

O processo de avaliação vai decorrer até ao final de novembro e nessa altura já serão definidos os contratos-programa, que devem iniciar-se ainda antes do final do ano.

Numa terceira fase, a execução dos projetos será acompanhada com avaliações anuais, havendo a possibilidade de reprogramação a partir de 2023, para assegurar a conclusão de execução nos prazos definidos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PRR financia projetos de formação com 252 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião