Estado garante mais 40 milhões à Efacec

  • ECO
  • 6 Novembro 2021

O objetivo deste novo empréstimo é garantir que a Efacec se mantém operacional até à conclusão do processo de reprivatização. Foram contactados a Caixa, o BCP e o Novobanco.

A Efacec vai ter um novo financiamento da banca com garantia de Estado, através do Banco de Fomento, que vai oscilar entre 30 e 40 milhões de euros, avança o Expresso (acesso pago) este sábado.

O objetivo deste novo empréstimo é garantir que a Efacec se mantém operacional até à conclusão do processo de reprivatização que o ministro da Economia aponta para o final do ano. Na corrida estão a DST e a Sodecia. E surge num momento de turbulência na empresa – está agendada uma greve de duas horas para a próxima quarta-feira, para exigir ao Governo a compra de matérias-primas, contestar a reprivatização e reclamar a demissão da administração da empresa,

Este empréstimo é o segundo que a empresa contrai desde que foi nacionalizada. O primeiro foi de 70 milhões de euros (em agosto de 2020), através de um sindicato bancário e com a garantia do Banco de Fomento que criou uma linha específica para tal. Para este novo empréstimo foram contactados a Caixa, o BCP e o Novobanco, segundo o Expresso.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado garante mais 40 milhões à Efacec

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião