Imobiliário

Em causa estão 111 hectares de terrenos na Amadora, sendo que 38 hectares poderão ser destinados à construção de habitação.

A lista é liderada por Londres, Berlim e Frankfurt, por esta ordem, segundo o relatório EMEA Investor Intentions Survey 2021 divulgado esta segunda-feira pela CBRE.