Empresas

O presidente da Federação Distrital do Porto do PS defendeu a entrada do Estado no capital dos CTT para “acabar com a degradação do serviço”.

O Estado teria que comprar a participação do consórcio privado Atlantic Gateway para conseguir controlar a comissão de vencimentos.