Regiões já podem candidatar-se aos 110 milhões do PRR para reconverter Áreas de Acolhimento Empresarial

Candidaturas serão avaliadas com base no número de empresas instaladas e o número de postos de trabalho em cada Área de Acolhimento Empresarial. Projetos do interior são discriminados positivamente.

As várias regiões do país já podem candidatar-se aos 110 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para reconverter e transformar Áreas de Acolhimento Empresarial (AAE).

O Executivo anunciou a abertura das candidaturas esta terça-feira, através das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR). O objetivo da medida é modernizar as áreas de acolhimento já existentes, “para as preparar para as transições verde e digital e para garantir uma melhoria da competitividade das empresas já instaladas”, explica o Ministério da Coesão em comunicado.

Os apoios destinam-se a investimentos na auto produção e armazenamento de energia renovável, ilhas de qualidade energética A+, soluções de carregamento de viaturas elétricas e abastecimento a hidrogénio, cobertura de Banda Larga Rápida (5G) em áreas do Interior com comprovada falha de mercado ou soluções de resiliência ativa a incêndios, consoante as características das AAE, detalha ainda o mesmo comunicado.

As candidaturas serão avaliadas tendo em conta o número de empresas instaladas e o número de postos de trabalho em cada Área de Acolhimento Empresarial. Entre os critérios de seleção estará ainda o número de negócios associados a cadeias de logística e a forma como se articula o trabalho dessas empresas com o Sistema Regional de Inovação em questão. As áreas localizadas no interior terão sempre discriminadas positivamente no processo de seleção, que é composto por duas fases.

Até 15 de setembro foram submetidas às CCDRC 81 manifestações de interesse por parte de municípios e entidades municipais gestoras de áreas de acolhimento empresarial, avança o Ministério liderado por Ana Abrunhosa. “As CCDR selecionaram 38 projetos: nove na Região Norte, 18 na Região Centro, quatro na Área Metropolitana de Lisboa, cinco no Alentejo e duas no Algarve, detalhe o comunicado. “Estes 38 projetos podem agora, até 2 de dezembro, ser candidatados a esta segunda fase do concurso, que vai selecionar as intervenções a apoiar”, conclui a nota.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Regiões já podem candidatar-se aos 110 milhões do PRR para reconverter Áreas de Acolhimento Empresarial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião