📹 Sabe onde são usados os apoios do Portugal 2020?

O ECO preparou um vídeo com algumas das principais áreas apoiadas pelos fundos do Portugal 2020. Em causa estão os incentivos concedidos desde o início do quadro até ao terceiro trimestre de 2021.

São agora 26,8 mil milhões de euros que Portugal tem para apoiar os investimentos em Portugal. Um reforço de 1.000 milhões de euros para a agricultura explicado pela necessidade de garantir a continuidade do financiamento dos projetos em curso. No terceiro trimestre deste ano, o Portugal 2020 tinha uma taxa de compromisso de 111%, acima da dotação prevista para colmatar eventuais quebras ou desistências, e uma taxa de execução de 65%. E sabe onde o dinheiro está a ser usado?

Por exemplo, o Sistema de Incentivos apoiou mais de 20 mil empresas, num total de 13,04 mil milhões de euros de investimento elegível. Foram intervencionados 571 quilómetros de linhas férreas (um indicador que não sofreu qualquer alteração desde o primeiro trimestre de 2019) e mais de 65 mil trabalhadores em ações de formação em contexto empresarial. Os incentivos permitiram ainda apoiar a contratação de 101.447 pessoas, os estágios profissionais de mais de 144 mil e reabilitar mais de 726 mil edifícios públicos ou comerciais em áreas urbanas.

Mas há muito mais. À semelhança do que o ECO já fez, veja o novo vídeo atualizado da utilização dos fundos do Portugal 2020.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

📹 Sabe onde são usados os apoios do Portugal 2020?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião