Concursos aprovados do PRR representam 30% do financiamento

  • Lusa
  • 30 Junho 2022

Mariana Vieira da Silva enfatiza que execução do pacote financeiro de apoio de Bruxelas está mais exigente, e assinala que haverá oportunidade para “melhorar a nossa capacidade de execução”.

A ministra da Presidência disse esta quinta-feira que os concursos lançados no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) representam metade do financiamento e os concursos aprovados 30%.

“O PRR está em execução. Metade do seu financiamento já em concursos lançados, 30% do seu financiamento em concursos aprovados e agora é mesmo tempo de em cada um destes investimentos, em cada um destes projetos trabalhar para podermos chegar às tais próximas fases”, disse esta quinta-feira a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na sessão de abertura do evento Anual do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), organizado pela Estrutura de Missão Recuperar Portugal e a Comissão Europeia, no Museu dos Coches, em Lisboa.

A governante enfatizou que se a execução do pacote financeiro de apoio da Comissão Europeia “já era muito exigente há um ano é ainda mais exigente agora”, pelo que defendeu que “a concretização destes programas depende de toda a sociedade”.

Mariana Vieira da Silva assinalou o impacto do atual contexto na execução do PRR.

“É hoje claro que, face aos constrangimentos que vivemos, teremos uma oportunidade de poder melhorar a nossa capacidade de execução. Mas essa revisão, a revisão que temos pela frente, não tornará o desafio de execução do PRR mais fácil. Apenas possível em algumas áreas, que poderia não ser possível, dados os constrangimentos que vivemos”, disse.

Garantiu ainda que o Governo irá fazer um “trabalho intenso” com a Comissão Europeia “nesta revisão”, mas assinalou que “em nada diminuiu” as suas “responsabilidades nessa concretização, o ritmo de trabalho dessa concretização, nem a intensidade e dificuldade desses objetivos, principalmente quando, além desta execução do PRR, ainda se somará o plano REPowerEU, fechar o PT2020 e iniciar o PT2030”.

Mariana Vieira da Silva falava no evento anual do PRR que contou também com a participação de Fernando Alfaiate, presidente da Estrutura de Missão Recuperar Portugal, e Céline Gauer, diretora-geral da task force Recuperação e Resiliência – SG Recover da Comissão Europeia, entre outros intervenientes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Concursos aprovados do PRR representam 30% do financiamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião