Governo quer começar a executar o PT2030 no arranque do próximo ano

António Costa comprometeu-se em apresentar a proposta Acordo de Parceria à Comissão Europeia em Setembro e dos vários programas operacionais até ao final do ano.

São 40 mil milhões de euros que Portugal vai ter “ao serviço da transformação da economia”. Este é o montante de fundos europeus do Plano de Recuperação e Resiliência e o Portugal 2030 que o Executivo tem pressa em começar a executar, para “pôr a recuperação em ação”, a quinta prioridade elencada por António Costa no debate de arranque do debate do Estado da Nação.

“Fomos os primeiros a apresentar o plano [o PRR]. Agora temos de ser os melhores a executar com todo o rigor e maior transparência”, disse António Costa do alto da tribuna da Assembleia da República.

E para assegurar essa rápida execução há um conjunto de passos que ainda é preciso dar. O primeiro será já esta quinta-feira, com a aprovação das dotações globais previstas para os diferentes programas do novo quadro comunitário de apoio, o Portugal 2030, assim como os objetivos genéricos de cada um. O anúncio foi feito esta manhã pelo primeiro-ministro no encerramento da sessão de assinatura de um protocolo com o setor social no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Já na Assembleia da República, no debate do Estado da Nação, revelou que o Executivo vai apresentar, à Comissão Europeia, em setembro a proposta de acordo de Parceria do PT 2030 e até ao final do ano todos os Programas Operacionais, “de modo a arrancar logo no próximo ano com a execução dos 23 mil milhões de euros do PT 2030”, frisou António Costa.

Precisamente um ano depois do Conselho Europeu “histórico” em que os 27 Estados membros “acordaram responder à crise através de um programa sem precedente num montante superior ao do Plano Marshall”, Costa sublinhou que Portugal já está a fazer o possível para acelerar a execução desta bazuca com o lançamento de concursos e protocolos no domínio da mobilidade sustentável, da habitação acessível, da reforma da floresta, da eficiência energética do investimento empresarial, das qualificações e com as IPSS.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo quer começar a executar o PT2030 no arranque do próximo ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião