Das vinhas de Amarante para “as bocas” de apreciadores de todo o mundopremium

Após um interregno de dois anos por causa da pandemia, a Câmara de Amarante investe mais de 70 mil euros em mais uma edição do Universo do Vinho Verde para dar a provar o que melhor produz a região.

Quando se percorre a calçada em direção aos claustros do Convento de São Gonçalo - o conhecido santo casamenteiro -, em Amarante, deixa-se para para trás a ponte medieval e o rio Tâmega como pano de fundo. Uma porta abre-se para mais uma edição do Universo do Vinho Verde Amarante (UVVA), num ambiente que desperta os sentidos em torno do néctar desta sub-região amarantinaque integra os concelhos de Amarante e do Marco de Canaveses, no âmbito da Região Demarcada dos Vinhos Verdes. Desde o aroma até à degustação deste néctarde diferentes castas, como Azal e Avesso- que originam vinhos com aromas mais frutados - ou Vinhãoque resulta em tintos, os quase 40 produtores servem copos, até dia 19 deste mês de junho, a centenas de visitantes para provarem o vinho das mais diversas castas da

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos