Experts de vinhos especializam-se em Vila Nova de Gaia

Pela primeira vez, Portugal é palco do curso da Court of Master Sommeliers. São 41 pessoas a dar provas para conquistar o certificado como expert de vinhos que os posiciona na corrida para Master.

Cheirar e provar um vinho às cegas para depois descrever ao pormenor as características e melhor aconselhar o cliente de um restaurante pode não ser pera doce nem sequer para qualquer um. Existe uma entidade em Inglaterra que certifica os peritos em vinhos em restaurantes – a Court of Master Sommeliers – e que por estes dias está, pela primeira vez, em Portugal, a ensinar e testar 41 pessoas que sonham ter o certificado que os pode habilitar mundialmente a fazê-lo. E a um passo de conquistarem, numa fase posterior, o reconhecido título de Master Sommeliers (MS) que só 267 pessoas têm em todo o mundo, dois deles portugueses.

Um sommelier é um profissional especializado com um alto conhecimento e faz a gestão da adega de vinhos de um restaurante de qualidade, escolhe a carta de vinhos e aconselha o cliente na mesa”, descreve ao ECO Ana Sofia Oliveira, da The Wine Agency, co-organizadora deste evento, no The Lodge Wine & Business Hotel, em Vila Nova de Gaia, com Cláudio Martins da Martins Wine Advisor. Esta iniciativa resulta de uma parceria com a Court of Master Sommeliers para o arranque, em Portugal, dos cursos Introductory e Certified, os primeiros passos obrigatórios para o tão desejado título de Master Sommelier, o mais alto grau de instrução de um profissional nesta área.

Um dos objetivos de trazer esta formação para Portugal é também ter mais sommeliers portugueses, pois só há dois com este título tão importante no mundo dos vinhos”, nota Ana Sofia Oliveira, acrescentando que esta formação “é um evento memorável, numa região que tem o Vinho do Porto como ex-líbris”. Cláudio Martins frisa, por seu lado, que “este é o local perfeito para uma imersão no mundo dos vinhos portugueses, com as melhores marcas de Vinho do Porto nacionais”.

Ao todo, 41 peritos em vinhos, um terço deles estrangeiros, prestam provas para levar para casa os cursos Introductory e Certified, o primeiro nível que custa 700 euros e o segundo nível na ordem dos 350 euros, respetivamente. Podem nem conseguir passar nos exames. “São formações difíceis e só depois de terem estes níveis é que poderão concorrer ao título de Master Sommelier”, explica Ana Sofia Oliveira, acrescentando que os formandos têm de fazer provas cegas com vinhos portugueses.

A organização portuguesa espera ainda conquistar o paladar dos responsáveis da Court of Master Sommeliers presentes em Vila Nova de Gaia, e conseguir, assim, colocar os vinhos portugueses na lista dos 21 vinhos de treino para esta formação.

“Tivemos de comprar 21 vinhos do mundo inteiro, desde Espanha, passando por França, Nova Zelândia até Estados Unidos da América para os participantes provarem durante o curso”, resume Ana Sofia Oliveira. Entre os vinhos que os alunos têm de provar e aprender a descrever, está por exemplo, o vinho branco seco francês Sancerre.

O distrito do Porto deverá ser novamente cenário de mais formações da entidade inglesa. Até porque, justifica Bryan Dawes, da Court of Master Sommeliers, “as cidades de Vila Nova de Gaia e do Porto são famosas pelo vinho e seus produtores, e gostaríamos de repetir aqui as formações”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Experts de vinhos especializam-se em Vila Nova de Gaia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião