Suzuki junta-se à Toyota para aposta nos elétricos

  • Juliana Nogueira Santos
  • 12 Outubro 2016

A fabricante de automóveis une-se à compatriota para investir em veículos mais sustentáveis. A possibilidade de investimento ainda não está em cima da mesa.

A Suzuki e a Toyota estão em conversações acerca de um potencial parceria na área da investigação e do desenvolvimento de veículos, numa altura em que a marca japonesa de pequenos carros pretende investir na segurança e sustentabilidade da sua gama. Esta parceria aparece um ano depois da Suzuki se ter separado da Volkswagen, que em 2009 comprou 19,9% da japonesa.

Esta parceria estratégica torna-se clara na medida em que a Toyota é um dos fabricantes de carros sustentáveis com mais sucesso, contando com dois modelos em comercialização, o hibrido Prius e o Mirai, um veículo que utiliza hidrogénio como combustível. A Toyota prevê canalizar 10,3 mil milhões de dólares para a investigação e desenvolvimento, sete vezes mais que a compatriota. Contudo, ainda não se sabe se a parceria se vai estender a um investimento da Toyota na Suzuki.

"Gostaríamos de deixar abertas as portas para novas parcerias que vão contribuir para a construção de melhores carros e do desenvolvimento da indústria automóvel.”

Akio Toyoda

Num comunicado conjunto, o presidente da Suzuki, Osamu Suzuki, afirma que esta é uma oportunidade muito importante para a marca e para o seu futuro, realçando a posição importante que a Toyota ocupa no mercado. Do outro lado, Akio Toyoda sublinha o período de mudança pelo qual a indústria está a passar e a necessidade do estabelecimento de parcerias.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Suzuki junta-se à Toyota para aposta nos elétricos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião