Eduardo Cunha, responsável pela destituição de Dilma, é detido em Brasília

O antigo deputado está a ser investigado no âmbito da Operação Lava Jato e é acusado de corrupção, lavagem e desvio de dinheiro.

Eduardo Cunha, antigo deputado brasileiro e responsável pela abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff, foi detido, esta quarta-feira, em Brasília, capital do Brasil. É a mais recente vítima da Operação Lava Jato.

Segundo a imprensa brasileira, Eduardo Cunha, que esteve à frente da Câmara dos Deputados do Brasil durante o processo de destituição da presidente, foi detido perto do prédio onde vive, em Brasília, por ordem do juiz Sério Moro, que conduz a Operação Lava Jato. A sua casa no Rio de Janeiro foi alvo de buscas e apreensões e o juiz autorizou ainda o bloqueio dos bens de Cunha no Brasil, congelando 220,7 milhões de reais (cerca de 62,7 milhões de euros).

Moro também autorizou o bloqueio de bens de Cunha no Brasil. Foram congelados 220,7 milhões de reais.

Lava Jato é o nome que foi dado a uma investigação a um esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro, que envolve políticos e gigantes como a petrolífera Petrobras ou as construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez.

Eduardo Cunha é um dos investigados nesta operação e o juiz Sérgio Moro considerou que a sua liberdade representaria um “risco para a instrução do processo e para a ordem pública“, além da “possibilidade concreta de fuga em virtude da disponibilidade de recursos ocultos no exterior [e] da dupla nacionalidade” (Cunha é italiano e brasileiro).

O antigo deputado é acusado de corrupção, lavagem e desvio de dinheiro. Concretamente, é suspeito de ter desviado dinheiro do Fundo de Investimentos do FGTS (o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, pertencente ao banco estatal brasileiro Caixa Económica). É ainda acusado de ter recebido, da Petrobras, 5 milhões de reais (à volta de 1,4 milhões de euros) em contas na Suíça.

Segundo o Estado de São Paulo, Cunha será agora levado para Curitiba, base da Lava Jato, depois de já ter estado nas instalações da Polícia Federal em Brasília.

(Notícia atualizada pela última vez às 17h52)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eduardo Cunha, responsável pela destituição de Dilma, é detido em Brasília

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião