Fed não mexe nos juros. Prefere esperar por mais sinais da economia

A entidade liderada por Janet Yellen manteve os juros, adiando para dezembro uma eventual mexida. A Fed espera por mais sinais da economia, apesar de já haverem evidências a suportar essa subida.

A Reserva Federal dos EUA decidiu, esta quarta-feira, manter as taxas de juro inalteradas, mas salientou que os argumentos para uma subida dos custos dos empréstimos estão a ser reforçados face à aceleração da inflação. Este cenário faz antecipar uma revisão em alta dos juros na reunião do próximo mês.

“O comité considerou que o cenário para uma subida da taxa de juro da Fed continuou a fortalecer-se mas decidiu, para já, esperar para mais evidências dos progressos contínuos no sentido dos seus objetivos”, referiu o Federal Open Market Committee (FOMC) numa declaração divulgada esta quarta-feira. A decisão foi de 8 contra 2.

Os responsáveis deste organismo revelaram uma confiança crescente de que a inflação está no caminho de atingir a meta dos 2%. O banco central norte-americano afirmou que o ritmo do crescimento dos preços “aumentou em alguma medida desde o início deste ano” e que as medidas do mercado de compensação da inflação “subiram”. O comité ignorou ainda alguma linguagem utilizada anteriormente em que afirmava que a inflação iria provavelmente “manter-se baixa no médio prazo”.

A decisão de renunciar a uma subida dos juros nesta reunião já era antecipada, tendo em conta a proximidade das eleições presidenciais nos EUA que acontecem na próxima semana.

Na declaração deste mês, a Fed afirma que irá esperar por “mais algumas evidências” dos progressos da economia antes de avançar com uma subida das taxas de juro, acrescentando a expressão “algumas” à declaração proferida após a reunião de setembro. Os analistas olham para isto como um sinal de que os responsáveis da Fed se aproximaram consideravelmente do cenário de subida.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fed não mexe nos juros. Prefere esperar por mais sinais da economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião