Trump é a personalidade do ano para a Time

  • Marta Santos Silva
  • 7 Dezembro 2016

O presidente eleito dos Estados Unidos, ou dos "Estados Divididos da América" como a revista norte-americana lhe chama na capa, é a personalidade que marcou 2016.

Pela 90.ª vez, a revista Time escolhe a pessoa que teve maior influência nos eventos do ano que passou. E em 2016, decidiu a revista norte-americana, foi Donald Trump, empresário e estrela da televisão que passou de candidato improvável à nomeação do Partido Republicano a presidente eleito dos Estados Unidos no espaço de alguns meses.

“É difícil medir a escala da sua disrupção”, escreve a Time no artigo onde anuncia a escolha. Donald Trump derrotou outros candidatos para a personalidade do ano que incluíam a sua adversária na corrida à Casa Branca, Hillary Clinton, a estrela musical Beyoncé e os cientistas por detrás da ferramenta revolucionária de edição genética, CRISPR.

É o presidente dos “Estados Divididos da América”, anuncia a revista na capa da sua edição que vai para as bancas a 19 de dezembro. “Por relembrar a América de que a demagogia se alimenta do desespero e que a verdade só é tão poderosa quanto a confiança naqueles que a dizem, por dar força a um eleitorado oculto ao tornar as suas raivas mainstream e fazer livestream dos seus medos, e por enquadrar a cultura política de amanhã ao demolir a de ontem, Donald Trump é a Pessoa do Ano 2016 para a Time“, lê-se no mesmo artigo.

 

Donald Trump junta-se assim à lista de personalidades escolhidas pela Time, que até 1999 intitulava a rubrica de Homem do Ano, tendo mudado em 2000 para Personalidade do ano.

A ideia de começar a escolher a pessoa que mais tinha marcado os acontecimentos do ano que tinha passado começou em 1927 nesta revista, quando escolheram o aviador que fez a primeira travessia aérea do Atlântico Norte, Charles Lindbergh. Desde então, figuras desde Churchill e Truman a Estaline e Hitler fizeram capa na revista, que também já homenageou objetos — como o computador, em 1982 — pessoas coletivas — como “os manifestantes”, em 2011 — e “Você”, em 2006.

No ano passado, quando Donald Trump foi candidato a vencer como Personalidade do Ano mas a Time escolheu Angela Merkel, o agora presidente eleito dos Estados Unidos protestou no Twitter. “Bem disse que a Time nunca me ia escolher como pessoa do ano apesar de ser o grande favorito. Escolheram a pessoa que está a arruinar a Alemanha”, escreveu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Trump é a personalidade do ano para a Time

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião