Fed mantém taxas de juro

Na primeira reunião de política monetária de 2017, a Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos manteve os juros no intervalo entre 0,5% e 0,75%. Mas reconhece melhoria da confiança dos consumidores.

Tal como previsto nada mudou. Na primeira reunião de política monetária de 2017, a Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos optou por não mexer nos juros de referência da maior economia do mundo, ao mesmo tempo que reconheceu o aumento da confiança dos consumidores e empresários após a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais.

Na reunião que terminou esta quarta-feira, a entidade liderada por Janet Yellen manteve a taxa de juro no intervalo entre os 0,5% e 0,75% fixados em dezembro, naquela que foi a primeira subida no espaço de um ano.

As medidas do sentimento dos consumidores e dos negócios melhoraram recentemente“, afirmou a Federal Open Market Committee (FOMC) na declaração disponibilizada após o final do encontro que decorreu nos últimos dois dias, citada pela Bloomberg. Os responsáveis da Fed reiteraram as suas expectativas relativamente a um crescimento económico moderado, “algum fortalecimento adicional” no mercado de trabalho e o retorno da taxa de inflação ao nível de 2%.

A entidade liderada por Janet Yellen deu poucas indicações relativamente à data em que poderá vir a aumentar os custos de financiamento, perante a incerteza gerada em torno da nova administração de Donald Trump. Em dezembro, a Fed estava a prever três subidas de 25 pontos base da taxa de juro, em 2017, e outras três em 2018, mas os membros do comité divergiram no que respeita aos pressupostos sobre aquele que será o impacto dos cortes de impostos, gastos e alterações regulatórias propostos por Donald Trump, sobre o crescimento económico e a inflação.

O FOMC reiterou ainda assim que antecipa que as taxas de juro irão subir de forma gradual. A declaração divulgada esta tarde diz que o aumento dos empregos “manteve-se sólido” e que a taxa de desemprego se “manteve próxima dos mínimos recentes”, o que constitui uma alteração face à linguagem utilizada na reunião de dezembro que dizia que a taxa “tinha caído”.

“A inflação subiu nos últimos trimestres mas ainda se mantém abaixo dos 2% do objetivo de longo prazo do comité”, disse ainda a Fed.

(Notícia atualizada às 19:30 horas com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Fed mantém taxas de juro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião