Lesados: “Cumpri mais uma missão”, diz Diogo Lacerda Machado

  • ECO
  • 20 Julho 2017

O gestor que representou o Governo no grupo de trabalho dos lesados do BES está satisfeito com a aprovação do regime jurídico que viabiliza a solução. "Cumpri mais uma missão que me foi pedida", diz.

Diogo Lacerda Machado foi o escolhido por António Costa para representar o Governo no grupo de trabalho que tinha como finalidade encontrar uma solução para os lesados do BES. Agora, com o novo regime jurídico que viabiliza essa solução a receber luz verde no Parlamento, o gestor mostra-se satisfeito com o trabalho realizado.

Numa entrevista ao Jornal Económico, Lacerda Machado defende que a aprovação do regime representou “um dia importante nesta caminhada para encontrar uma solução para os lesados do papel comercial”, assim como “um dia importante para a CMVM, Banco de Portugal, comissão liquidatária do BES e associação de lesados, que trabalharam laboriosamente e mais do que se esperava”. “Veem o seu esforço ser devidamente apreciado e aprovado”, garante.

Primeiro-ministro “cumpre a sua palavra e compromisso”

Lacerda Machado ficou conhecido pelos estritos laços de amizade para com o primeiro-ministro. E não esconde isso. Para o gestor, este foi um passo igualmente importante “para o senhor primeiro-ministro, que cumpre a sua palavra e compromisso e para os lesados do BES porque completou-se o conjunto das manifestações de sustentação política da solução”. “Cumpri mais uma missão que me foi pedida”, acrescenta.

O regime jurídico aprovado esta quarta-feira viabiliza o mecanismo que se espera que compense cerca de 2.000 clientes do antigo BES que, aos balcões do banco e outras subsidiárias, aplicaram — e, depois, perderam — 434 milhões de euros em papel comercial de empresas ligadas ao Grupo Espírito Santo.

"Cumpri mais uma missão que me foi pedida.”

Diogo Lacerda Machado

Espera-se que os lesados do BES consigam recuperar ente 50% e 75% do capital investido, num financiamento que terá garantia do Estado. Apesar de aprovada, a solução mereceu votos negativos da generalidade do PSD e abstenção de todos os demais partidos, à exceção do PS.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lesados: “Cumpri mais uma missão”, diz Diogo Lacerda Machado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião