Mota-Engil ganha obras de 500 milhões em África

  • ECO
  • 26 Setembro 2017

A construtora portuguesa conseguiu um contrato de 445 milhões em Moçambique. A este junta-se a assinatura de um outro no valor de 76 milhões de euros em Angola.

A Mota-Engil conseguiu duas obras no valor de mais de 500 milhões de euros em África. A maior “fatia” deste “bolo”, de 445 milhões, é referente a um projeto de execução de serviços mineiros em Moçambique.

Em comunicado enviado à CMVM, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins “informa sobre a adjudicação à Mota-Engil África de um contrato em Moçambique com um valor total de cerca de 445 milhões de dólares e a assinatura pela Mota-Engil Angola de um contrato, neste país, com um valor de 76 milhões de dólares”.

“O projeto em Moçambique, adjudicado pela Vale, inclui a execução de serviços mineiros que englobam a perfuração, fornecimento de explosivos, carga e transporte de estéril e carvão, no projeto mineiro de extração de carvão em Moatize, de que a adjudicadora é concessionária. A Vale é uma das maiores mineiras do mundo e a maior empresa privada da América Latina, com sede no Brasil com atuação nos cinco continentes”, nota.

A adjudicação pelo Governo da Província de Luanda, em Angola, corresponde “à terceira fase do projeto para a renovação das ruas de Luanda, incluindo a reparação de buracos, de passeios e lancis, a colocação de placas de sinais de trânsito e a limpeza de coletores, entre outros serviços e fornecimentos”, conclui a empresa.

Comentários ({{ total }})

Mota-Engil ganha obras de 500 milhões em África

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião