Os novos escritórios da Amazon são no meio de uma floresta tropical

A Amazon expandiu a sua atual sede em Seattle, construindo três esferas gigantes que vão funcionar como escritórios dos seus trabalhadores.

A gigante do comércio eletrónico Amazon inaugurou esta segunda-feira um espaço de escritórios, em forma de bolas, e semelhante a uma floresta tropical, numa tentativa de proporcionar momentos mais tranquilos e ideias aos seus funcionários. O novo local de trabalho da empresa situa-se em Seattle, a maior cidade do estado de Washington, e abriu aos trabalhadores, oficialmente, esta terça-feira.

Quem passa ao lado da sede da empresa, em Seattle, não deixa de reparar nas novas esferas gigantes instaladas na rua. Semelhantes a uma estufa no interior, foram inspiradas na floresta da cidade norte-americana, compostas por 2.643 vidros e mais de 4.000 plantas de 400 espécies. Cada uma das três bolas contempla três andares e, em vez de salas de conferências ou mesas, há espaços menos convencionais destinados a reuniões.

“Queríamos criar algo realmente especial, algo emblemático para o nosso campus e para a cidade de Seattle”, disse John Schoettler, vice-presidente da Amazon, em declarações à Reuters. As esferas foram idealizadas por uma equipa de arquitetos e poderão ser visitadas pelo público mediante visitas marcadas.

Recentemente, a gigante chinesa anunciou que pretendia investir cinco mil milhões de dólares para a construção da sua segunda sede, numa cidade norte-americana. Do concurso lançado foram selecionadas vinte candidaturas, que ainda estão a ser analisas pela mesma.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Os novos escritórios da Amazon são no meio de uma floresta tropical

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião