PSD: Hugo Soares defende anúncio imediato de voto contra o OE2019

  • Lusa
  • 17 Fevereiro 2018

O líder parlamentar social-democrata defende que o PSD deveria dizer já que vota contra o próximo Orçamento do Estado por ser "uma questão política essencial".

O líder parlamentar social-democrata, Hugo Soares, defendeu que o PSD deveria dizer já que vota contra o próximo Orçamento do Estado por ser “uma questão política essencial”, discordando que o partido seja uma “muleta a quatro” do Governo.

À chegada para o segundo dia do 37.º Congresso Nacional do PSD, que decorre até domingo, em Lisboa, Hugo Soares foi questionado sobre o discurso de sexta-feira do presidente eleito, Rui Rio, tendo considerando que “não está ainda cabalmente esclarecida” a hipótese colocada pelo novo líder de viabilizar um governo minoritário do PS, cenário ao qual se opõe.

“Por discordar que o PSD possa ser uma espécie de muleta a quatro do atual modelo de governação disse que era importante que o PSD dissesse já que vota contra o próximo Orçamento do Estado porque esta é uma questão política essencial para sabermos como é que o PSD se vai colocar”, adiantou aos jornalistas. Hugo Soares assegurou, contudo, que este “não é nenhum desafio” a Rui Rio.

“Era só o que faltava. Quem sou eu para estar a condicionar as intervenções do doutor Rui Rio. Eu estou a dizer que eu defendo que o PSD deverá votar contra o próximo Orçamento do Estado por uma questão de estratégia política fundamental”, garantiu. Para o ainda líder da bancada parlamentar do PSD, este voto contra deve ser anunciado “independentemente do conteúdo”.

“Pode-lhe parecer estranho, mas não é. O Orçamento do Estado é um documento político. Quem governou três anos apoiado no PCP e no BE só não governará no próximo ano se o PCP e o BE souberem que o PS tem o apoio do PSD”, justificou. Para Hugo Soares, “isso seria um favor” que o PSD estaria “a fazer ao BE e ao PCP”, um “favorzão ao PS e a dar uma grande abébia ao CDS”.

Hugo Soares não voltará a ser candidato nas eleições para a liderança da bancada parlamentar do PSD, marcadas para quinta-feira. Até agora, o único candidato à sucessão de Hugo Soares é o deputado Fernando Negrão.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PSD: Hugo Soares defende anúncio imediato de voto contra o OE2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião