Portugal e Espanha vão testar carros sem condutor

  • ECO
  • 22 Abril 2018

Acordo assinado entre os dois países prevê a criação de dois corredores para testar automóveis que se conduzem sozinhos. Viseu e Cascais também mostram vontade de ir a jogo.

Portugal também vai a jogo nos testes com carros autónomos em estrada. Na semana passada, o país assinou um acordo com Espanha que visa a união de esforços nesta área com potencial para romper paradigmas nos setores automóvel e da mobilidade. Esse acordo prevê, entre outras coisas, a criação de dois corredores com acesso a rede móvel de quinta geração para teste destes automóveis: um entre Porto e Vigo e outro entre Évora e Mérida.

A notícia foi avançada este domingo pelo Público (acesso condicionado), que sublinha que o memorando de entendimento entre os dois países foi assinado a 10 de abril, pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, e pelo subsecretário de Estado espanhol da Administração Interna. Segundo o jornal, o documento refere mesmo que a intenção é “transformar a Península Ibérica numa das áreas mais inovadoras para o teste e implementação da automação na mobilidade”.

Os Estados Unidos são vistos como estando na vanguarda dos testes com automóveis que não precisam de um condutor. É lá que estão algumas das empresas pioneiras nestes testes, como a Google (Waymo), a Uber ou a Tesla. Mas Portugal também quer entrar na corrida. Para além do acordo internacional assinado com Espanha, Viseu e Cascais são dois municípios que mostram vontade de estar na linha da frente.

Como recorda o Público, no caso de Viseu, a autarquia anunciou este mês o “Viriato”, um veículo de transporte público capaz de transportar 24 pessoas, sem condutor, por um percurso de 700 metros dentro da cidade. O projeto conta com o apoio da Mercedes, Salvador Caetano e Siemens, por exemplo.

A mesma ideia está a ser estudada em Cascais, nomeadamente um veículo autónomo para nove passageiros. O projeto pretende ainda, numa segunda fase, implementar outro com a mesma capacidade do de Viseu: 24 pessoas.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Portugal e Espanha vão testar carros sem condutor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião