Bruno de Carvalho suspenso. Ações do Sporting sobem 30%

As ações da SAD do Sporting estão a subir quase 30% em reação à "suspensão preventiva e com efeitos imediatos" de Bruno de Carvalho e de todo o conselho diretivo do clube.

Depois de ser conhecida a decisão de suspensão de Bruno de Carvalho pela Comissão de Fiscalização, nomeada pela Mesa da Assembleia Geral do Sporting, as ações da SAD leonina dispararam.

As ações subiram 29,51% para os 0,79 euros, depois de sessões marcadas por quedas acentuadas no seguimento da rescisão por justa causa por parte de seis atletas, a que se somou ainda a saída de Jorge Jesus, fruto das agressões em Alcochete.

Esta forte recuperação acontece no dia em que a Comissão de Fiscalização a anunciar a suspensão — com efeitos imediatos — de todo Conselho Diretivo do clube, com Bruno de Carvalho à cabeça.

Bruno de Carvalho reagiu de imediato através da sua página no Facebook, classificando este ato de “golpada do pelotão de fuzilamento que se auto-intitula Comissão de Fiscalização”.

Títulos da SAD disparam

O presidente dos leões afirma ainda que não reconhece legitimidade a “esta comissão de fiscalização” e garante que “vai voltar a trabalhar”.

Mais tarde convocou uma conferência de imprensa, à qual não compareceu, tendo enviado no seu lugar, Elsa Tiago Judas, presidente da Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral, comissão esta nomeada pelo próprio Bruno de Carvalho.

Elsa Judas falou sempre “numa putativa Comissão de Fiscalização”, tendo a exemplo, do que já fizera Bruno de Carvalho, considerado que esta comissão não tem qualquer legitimidade. E avançou: “não há interesse em eleições porque já se percebeu que se o Dr. Bruno de Carvalho for a eleições, ganha”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bruno de Carvalho suspenso. Ações do Sporting sobem 30%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião