Sporting paga juro de 5,25% para vender 30 milhões de dívida

O Sporting vai pagar um juro de 5,25% no empréstimo obrigacionista de 30 milhões de euros. Operação arranca já na segunda-feira e investidores poderão subscrever títulos até dia 22.

Frederico Varandas, presidente do Sporting.

O Sporting vai pagar um juro de 5,25% no empréstimo obrigacionista no valor de 30 milhões de euros, anunciou esta sexta-feira a SAD no prospeto publicado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). “Os juros das Obrigações vencer-se-ão semestral e postecipadamente, com pagamento a 26 de maio e 26 de novembro de cada ano de vida das obrigações”, explica a SAD.

O empréstimo terá a duração de três anos e o reembolso será efetuado de uma só vez, a 26 de novembro de 2021. A operação arranca já na segunda-feira e os investidores poderão subscrever os títulos até dia 22.

O encaixe desta emissão vai servir para fazer o reembolso de uma outra emissão que vence no dia 26 de novembro. Recorde-se que a SAD aprovou, em assembleia geral de obrigacionistas, o adiamento do reembolso de uma emissão de obrigações no valor de 30 milhões de euros que vencia em maio, afetando mais de quatro mil credores.

“O produto líquido da presente oferta destina-se ao reembolso do empréstimo obrigacionista denominado ‘Sporting SAD 2015-2018’, no montante de €30.000.000, que se vence em 26 de novembro de 2018 e ao financiamento da atividade corrente da Sporting S.A.D”, confirma a SAD no prospeto da operação enviado esta sexta-feira à CMVM.

O adiamento aconteceu numa altura em que o clube atravessava uma crise profunda, na sequência das polémicas com Bruno de Carvalho e dos acontecimentos de violência na Academia de Alcochete.

Calendário da operação de venda de dívida

As obrigações que vão ser vendidas (6 milhões de obrigações, a 5 euros cada) vão estar cotadas em bolsa e o Sporting diz que “pretende que a admissão à negociação aconteça com a maior brevidade possível, sendo previsível que a mesma ocorra no dia 26 de novembro de 2018, após obtenção de autorização por parte da Euronext”.

As ordens de subscrição devem ser apresentadas para um montante mínimo de 100 euros, correspondente a 20 obrigações e, a partir desse montante mínimo, devem ser expressas em múltiplos de 5 euros, correspondente a uma obrigação. “O montante máximo de obrigações que pode ser subscrito por cada investidor está limitado ao montante máximo das obrigações disponíveis para subscrição e ao processo de rateio descrito abaixo”, lê-se no prospeto da operação.

O Sporting também elenca uma série de riscos a que poderão estar sujeitos os investidores que optarem por comprar a dívida da SAD, tais como o risco de liquidez, de financiamento, da possibilidade de os resultados desportivos serem maus ou de os processos judiciais (o Sporting dá o exemplo dos de Alcochete e Cashball) terem decisões adversas para os interesses do clube.

(Notícia atualizada às 20h56)

Comentários ({{ total }})

Sporting paga juro de 5,25% para vender 30 milhões de dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião