Science4you: A oportunidade de investir no futuro

  • ECO + Science4You
  • 10 Dezembro 2018

De 28 de novembro a 14 de dezembro de 2018

Porquê investir na Science4you?

  1. A Science4you é um fabricante de brinquedos de referência em Portugal e na Europa1), com 10 anos de existência e presença nos maiores mercados mundiais. Exporta mais de 65% da sua produção para 42 países2);
  2. É uma das empresas europeias com maior crescimento acumulado dos últimos anos, com uma taxa de crescimento acumulado do volume de negócios de 543% entre 2014 e 20173);
  3. Dispõe de capacidade de inovação e desenvolvimento de produtos in-house4) apostando em investigação e desenvolvimento para criar brinquedos que visam proporcionar um equilíbrio entre educação e diversão;
  4. Apresenta condições para investir no desenvolvimento do seu negócio online5) de modo a acompanhar e tirar partido da evolução do e-commerce a nível mundial;
  5. Portefólio alargado – vasto leque de brinquedos científicos e educativos, complementado ainda com serviços como festas de aniversário, atividades cientificas em empresas e escolas, e campos de férias;
  6. Aposta numa cadeia de valor integrada – desde o desenvolvimento de produto à produção, distribuição e venda ao consumidor final, através de uma vasta cadeia de lojas próprias, com 22 pontos de venda nos principais espaços comerciais portugueses;
  7. Investiu numa unidade fabril própria, localizada em Portugal, que proporciona emprego a mais de 300 trabalhadores;
  8. A marca tem uma forte notoriedade1) nos mercados onde a Science4you está presente e, em particular, em Portugal, no Reino Unido e Espanha, onde detém empresas subsidiárias;
  9. Equipa de gestão profissionalizada assessorada por consultores com experiência consolidada no mercado dos brinquedos6);

A maioria dos brinquedos fabricados insere-se na categoria de rinquedos STEM, apontada como de alto crescimento7).

1) Fonte: Revista Exame (suplemento Micro), julho 2018
2) Fonte: Relatório e Contas consolidado Science4you 2017
3) Fonte: Inc 5000 Europe 2017 (https://www.inc.com/profile/science4you)
4) Em 2017, a equipa de I&D da Science4you desenvolveu ou reeditou 242 novos produtos. (Fonte: Relatório e Contas consolidado Science4you 2017
5) A Science4you foi financiada pelo BEI em Novembro de 2017, com o plano de investmentos a incidir fundamentalmente na melhoria do processo produtivo, lançamento de novos brinquedos e desenvolvimento da estratégia de E-Commerce Fonte: htps://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/science4you-e-bei-acordam-financiamento-de-10-milhoes-de-euros-228317
6) A Science4you é assessorada, entre outros, por John Harper, ex-CEO da Hasbro Europa e Raúl Fernandez, ex-Director da Hasbro Ibéria
7) Fonte: Forbes (https://www.forbes.com/sites/forbestechcouncil/2018/05/29/the-rise-of-the-stem-toy/#457e493f724a)

Preço

O preço de subscrição/compra é de €2,45 por ação e foi determinado pelo Emitente tendo por base uma avaliação efetuada pela Mazars & Associados, SROC, S.A.

Não existe montante mínimo para a subscrição/compra por investidor. Cada ordem de subscrição/compra está limitada a um número máximo de 816.326 ações, correspondente a um investimento de €1.999.998,70, devendo as ordens ser expressas em unidades de ações.

Datas mais importantes da Oferta

**O Euronext Growth é um sistema de negociação multilateral gerido pela Euronext Lisbon – Sociedade Gestora de Mercados Regulamentados, S.A., sendo um mercado não regulamentado. A admissão à negociação das Ações neste mercado não garante a liquidez das mesmas.
*Sujeita a deliberação favorável por parte da Euronext Lisbon e dependente da obtenção do registo comercial do Aumento de Capital junto da Conservatória do Registo Comercial na data prevista, ou seja, no dia 20 de dezembro de 2018. A Emitente, não obstante obrigar-se a desenvolver os melhores esforços com vista à obtenção do registo comercial na data indicada, não pode, todavia, garantir que o mencionado registo definitivo seja efetuado nesse mesmo dia.

Faça parte do desenvolvimento de uma Start-Up 100% portuguesa

A Science4you S.A. (“Emitente”) e um conjunto de acionistas atuais (”Oferentes”1)) estão a realizar uma Oferta Pública Inicial de ações, normalmente designada por “IPO” a qual será realizada através de uma Oferta Pública de Distribuição que compreende uma Oferta Pública de Subscrição (OPS) no montante máximo de aproximadamente até €8,25 milhões e de uma Oferta Pública de Venda (OPV) no montante máximo de aproximadamente até €6,75 milhões, no mercado nacional (em conjunto, a “Oferta”) com subsequente admissão à negociação das ações representativas da totalidade do capital social da Science4you em sistema de negociação multilateral Euronext Growth (que é um mercado não regulamentado).

A Oferta compreende uma OPS de até 3.367.346 novas ações e uma OPV de até 2.755.102 ações já emitidas, e visa a dispersão junto de investidores de um número máximo de 6.122.448 ações ordinárias, nominativas e escriturais, sem valor nominal, representativas de 44.11% do capital social da Emitente, após o aumento de capital, pressupondo a integral subscrição do aumento de capital.

No caso de a procura não atingir o número de ações disponíveis, a Oferta ficará limitada ao número global das ações visadas pelas ordens recolhidas e devidamente validadas, sendo a Oferta eficaz relativamente ao número total de Ações objeto dessas ordens desde que tenham sido recebidas e validadas ordens tendo como objeto, pelo menos, 2.040.817 ações (ações essas reservadas à componente de oferta de venda). Se esta condição não se verificar, a Oferta não será eficaz e a liquidação da Oferta não terá lugar.

1)A identificação dos Oferentes consta do prospeto.
A presente comunicação é da exclusiva responsabilidade da Emitente e de determinados acionistas da Emitente (os “Oferentes”), não dispensando a consulta do prospeto, do respetivo sumário e da demais documentação da Oferta disponível na internet em www.science4you.pt e em www.cmvm.pt

O ECO recusou os subsídios do Estado. Contribua e apoie o jornalismo económico independente

O ECO decidiu rejeitar o apoio público do Estado aos media, porque discorda do modelo de subsidiação seguido, mesmo tendo em conta que servirá para pagar antecipadamente publicidade do Estado. Pelo modelo, e não pelo valor em causa, cerca de 19 mil euros. O ECO propôs outros caminhos, nunca aceitou o modelo proposto e rejeitou-o formalmente no dia seguinte à publicação do diploma que formalizou o apoio em Diário da República. Quando um Governo financia um jornal, é a independência jornalística que fica ameaçada.

Admitimos o apoio do Estado aos media em situações excecionais como a que vivemos, mas com modelos de incentivo que transfiram para o mercado, para os leitores e para os investidores comerciais ou de capital a decisão sobre que meios devem ser apoiados. A escolha seria deles, em função das suas preferências.

A nossa decisão é de princípio. Estamos apenas a ser coerentes com o nosso Manifesto Editorial, e com os nossos leitores. Somos jornalistas e continuaremos a fazer o nosso trabalho, de forma independente, a escrutinar o governo, este ou outro qualquer, e os poderes políticos e económicos. A questionar todos os dias, e nestes dias mais do que nunca, a ação governativa e a ação da oposição, as decisões de empresas e de sindicatos, o plano de recuperação da economia ou os atrasos nos pagamentos do lay-off ou das linhas de crédito, porque as perguntas nunca foram tão importantes como são agora. Porque vamos viver uma recessão sem precedentes, com consequências económicas e sociais profundas, porque os períodos de emergência são terreno fértil para abusos de quem tem o poder.

Queremos, por isso, depender apenas de si, caro leitor. E é por isso que o desafio a contribuir. Já sabe que o ECO não aceita subsídios públicos, mas não estamos imunes a uma situação de crise que se reflete na nossa receita. Por isso, o seu contributo é mais relevante neste momento.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Science4you: A oportunidade de investir no futuro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião