Três principais operadoras japonesas afastam-se da Huawei

As operadoras japonesas estarão a planear um boicote ao equipamento da Huawei, tanto aquele que vai entrar em circulação, como a próxima onda de dispositivos 5G.

As portas estão a fechar-se para a Huawei. Depois da detenção da diretora financeira, as três principais operadoras de telecomunicações japonesas estão a planear não utilizar equipamento fabricado pela empresa chinesa, e também da ZTE.

A NTT Docomo, principal operadora, a KDDI e o grupo SoftBank devem fazer um boicote ao equipamento da Huawei, tanto aquele que vai entrar em circulação, como a próxima onda de dispositivos 5G, escreve a Reuters (acesso livre/conteúdo em inglês), citando meios de comunicação japoneses.

Este passo acontece numa altura em que a diretora financeira da empresa chinesa, Meng Wanzhou, está acusada de fraude pela justiça norte-americana, depois de ter sido detida no Canadá, a pedido dos Estados Unidos. A detenção teve como base suspeitas de ter mentido sobre uma filial da empresa, para poder aceder ao mercado iraniano, violando sanções norte-americanas.

Entretanto Meng Wanzhou saiu em liberdade condicional. Já foram convocados o embaixador canadiano e o embaixador norte-americano na China, e o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros chinês ameaçou que poderão ser tomadas novas medidas.

O Governo japonês também deverá ter restrições às compras de equipamentos da Huawei e da ZTE. Tóquio quer certificar-se de que as defesas contra falhas de inteligência e ataques cibernéticos estão fortalecidas, disseram fontes à Reuters na semana passada.

A Huawei já foi bloqueada no mercado norte-americano, bem como na Austrália e Nova Zelândia, onde impediram a constituição de redes 5G devido a receios de possíveis vínculos da empresa com o governo da China. A Huawei insistiu repetidamente que Pequim não tem influência sobre a empresa.

Comentários ({{ total }})

Três principais operadoras japonesas afastam-se da Huawei

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião