Cristas responde a Costa e fala na “má cara” de Pedro Marques

  • Lusa
  • 12 Maio 2019

A presidente do CDS referiu-se a Pedro Marques como "a cara do desinvestimento, da má execução dos fundos, e de uma governação perdida para o desenvolvimento nosso país".

A presidente do CDS-PP atacou este domingo Pedro Marques, a “má cara do candidato do PS” às europeias e do “desinvestimento, da má execução dos fundos”, em resposta a António Costa que criticou os “candidatos engraçadinhos” da direita.

Um dia depois de ouvir Costa atacar PSD e CDS por apresentarem “candidatos que são muito engraçadinhos para debates de televisão”, Assunção Cristas aproveitou para dar a resposta num discurso para cerca de duas centenas de apoiantes, durante um almoço de campanha, em Meda, Guarda.

“Só posso esboçar um sorriso porque António Costa tem um cabeça de lista que é a cara do desinvestimento, a cara da má execução dos fundos, que é a cara lamentável de uma governação perdida para o desenvolvimento nosso país, do mundo rural e do Interior. É essa a má cara do candidato PS”, afirmou Cristas, num breve discurso antes do “grande Nuno Melo”, o cabeça de lista do CDS às europeias de 26 de maio.

A líder centrista elogiou os atributos do candidato centrista, por entre sorrisos da assistência, e afirmou que o CDS “tem uma cara engraçada”, tentando contrapor a diferença com os candidatos socialistas: “[Nuno Melo] é a cara da voz de Portugal na Europa e dos interesses portugueses na Europa”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cristas responde a Costa e fala na “má cara” de Pedro Marques

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião