Mário Ferreira mantém silêncio sobre negócio Cofina/TVI

  • Lusa
  • 3 Outubro 2019

Questionado sobre se estará ligado ao processo de aumento de capital da Cofina, Mário Ferreira disse: "Posso vir a ter [outra participação nos media] ou não".

O empresário Mário Ferreira afirmou esta quinta-feira, em Lisboa, que a única participação que tem nos media é no jornal online ECO, mas não descartou a hipótese de vir a ter outra, embora não comente a compra da TVI. “A única participação que tenho nos media é no ECO. Posso vir a ter [outra] ou não. Não faço nenhum comentário sobre esse tema”, disse Mário Ferreira, que falava aos jornalistas, em Lisboa, à margem da apresentação do cruzeiro MS World Explorer.

O também presidente executivo da Douro Azul garantiu estar contente com a sua participação no ECO, um produto que considera credível e de referência. Questionado, novamente, sobre se estaria ligado ao processo de aumento de capital da Cofina em 85 milhões de euros para a compra da TVI, Mário Ferreira vincou não poder dizer nada sobre o tema.

O empresário garantiu ainda que “é falsa a ideia” de que a sua carteira de investimentos esteja, maioritariamente, ligada ao turismo, indicando que tem outros negócios ligados, por exemplo, ao imobiliário e aos seguros. “Não é verdade que onde ganhamos mais dinheiro é no turismo. Temos imobiliário, hotelaria, [espaços alugados] para escritórios, supermercados e restaurantes”, defendeu.

A Cofina espera que a compra da Media Capital esteja concluída no primeiro trimestre do próximo ano, de acordo com uma apresentação da operação aos investidores a que a Lusa teve hoje acesso. Em 21 de setembro, a dona do Correio da Manhã anunciou que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa (enterprise value) em 255 milhões de euros.

O prazo para a Cofina requerer à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) o registo da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Media Capital termina no dia 11 de outubro.

O grupo Cofina detém, além do Correio da Manhã e do Record, a CM TV, o Jornal de Negócios, a revista Sábado, entre outros títulos. Por sua vez, a Media Capital conta com seis canais de televisão e a plataforma digital TVI Player. Além da TVI, canal generalista em sinal aberto que celebra 26 anos, conta com a TVI24, TVI Reality, TVI Ficção, TVI Internacional e TVI África. A Media Capital tem também rádios, onde se inclui a Comercial.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mário Ferreira mantém silêncio sobre negócio Cofina/TVI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião